Grêmio busca Gatito, mas Botafogo nega interesse em vender atleta 
Foto: (Vitor Silva / SSPress / Botafogo)

Logo após perder Marcelo Grohe para o futebol árabe, o Grêmio vem com tudo no mercado para contratar um substituto. Depois de tentar Éverson, do Ceará, e receber uma negativa, o clube gaúcho formalizou uma segunda proposta (a primeira oferta era de R$ 2 milhões, já a segunda totalizaria R$ 4,5 milhões mais o empréstimo do atacante Marinho). Porém, sem perder tempo, foi buscar um outro nome: Gatito Fernández, do Botafogo.

Como apurado e divulgado pelo globoesporte.com, a direção do Grêmio entrou em contato com a diretoria alvinegra para demonstrar o desejo em contar com o paraguaio para 2019. Entretanto, o negócio é um tanto quanto difícil, pois o Botafogo não tem interesse em vender o arqueiro, titular absoluto após a aposentadoria de Jefferson. Identificado e muito popular com a torcida, Gatito é visto como um possível ídolo.

Além disso, sua multa rescisória é em torno dos R$ 20 milhões para clubes do Brasil. Outra questão que pesa é o fato de o goleiro ter renovado seu compromisso com o glorioso até 2021. O novo vínculo foi assinado após o título estadual em 2018, onde Gatito se destacou defendendo dois pênaltis na final contra o Vasco. 

Depois de ter um ano complicado, onde ficou seis meses fora devido a uma lesão no pulso, o paraguaio retornou nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro e fez uma defesa decisiva nos acréscimos na vitória contra o Corinthians, no Nilton Santos. 

Atualmente, o Grêmio conta apenas com Paulo Victor para o gol. Além de Marcelo Grohe, Bruno Grassi também saiu - foi para o Cricíuma -, e Léo, que estava emprestado ao Rio Ave-POR, deve ter seus direitos adquiridos pelo clube europeu no mês de janeiro. 

VAVEL Logo