Apresentado pelo Sport, Milton Cruz pede paciência, mas mostra confiança no trabalho
Lançar jogadores da base e montar uma equipe forte e competitiva são desafios para o novo comandante (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Apresentado pelo Sport, Milton Cruz pede paciência, mas mostra confiança no trabalho

Ex-Figueirense já teve passagem pelo Leão como jogador e agora retorna ao clube com a função de treinador

leo_silva997
Leonardo José

O técnico Milton Cruz foi apresentado oficialmente pelo Sport, na tarde da última quinta-feira (3), no CT José de Andrade Médicis. Com o contrato de um ano, o treinador tem como principal função levar o clube pernambucano de volta à Série A de 2020. Além de disputar a Série B e o estadual, a Copa do Brasil também contará com a presença do Rubro-Negro.

“Acredito muito no trabalho e na diretoria para que a gente possa levar o Sport aonde deve estar e merece. O Sport sempre montou grandes equipes. Espero que a torcida tenha um pouco de paciência no começo, porque vamos fazer uma montagem, é um time novo. Junto com jogadores jovens que estão no clube e que estão para vir”, disse Milton Cruz.

Na apresentação, o novo comandante também falou da prioridade na formação do elenco. “O Sport perdeu grandes jogadores como Jair, Marcão, Marlone, Gabriel, Michel Bastos, entre outros. São jogadores que têm uma qualidade grande e por isso o meio-campo hoje acho que é prioridade na montagem do elenco. Estamos buscando nomes para suprir essas ausências. Ficaram jogadores de qualidade também, mas vamos buscar em outras posições para reforçar a equipe”, revelou.

Experiente, com 61 anos, o novo treinador do Leão começou sua carreira de técnico no São Paulo, onde por 23 anos auxiliou e assumiu o Tricolor em diversas oportunidades. Recentemente, Milton foi técnico do Náutico e do Figueirense, onde foi demitido em setembro de 2018 após campanha irregular com os catarinenses, porém conseguiu ser campeão do estadual, no início do ano. Com ele, chegam ao clube de pernambucano o auxiliar Ivan Izzo e o preparador físico José Mário. Já como jogador, Milton Cruz defendeu o Leão da Ilha do Retiro, em 1985 e 1986.

“Minha passagem aqui foi muito bacana. Eu estava para ir para o Porto de Portugal, já estava acertado quando me ligou o Roberto Márcio, presidente da época, e falei que estava com a viagem marcada para Portugal. Acabei vindo para cá e me convenceram a ficar”, contou Milton.

Logo em sua primeira entrevista, Milton Cruz já citou a expectativa para o Campeonato Pernambucano. “Estamos tentando ficar com o máximo de jogadores possível para ficar com uma boa base, como o Prata, o Ronaldo, o Sander. Vamos tentar colocar os jogadores que ficaram no Clube para começar o campeonato com o pé direito. Como sempre digo, vitória chama vitória. Espero que a gente faça um bom jogo contra o Flamengo de Arcoverde e que a torcida possa ter paciência e nos apoiar para uma vitória”, disse.

VAVEL Logo