Pela Copa do Nordeste, Náutico e Fortaleza se enfrentam nos Aflitos
(Foto: Divulgação/ Clube Naútico Capibaribe)

Pela Copa do Nordeste, Náutico e Fortaleza se enfrentam nos Aflitos

Alvirrubros e tricolores farão suas estreias no ano na casa "reformulada" do Timbu

wesley-silva
Wesley Silvali

Amanhã será um dia especial para os torcedores de Fortaleza e Náutico. Além de matarem a saudade de verem seus times em um jogo valendo três pontos, o duelo é cercado de emoções, principalmente para os pernambucanos. Será a primeira vez que o reformado Aflitos receberá um jogo oficial. A partida, que acontecerá ás 21:30, será válida pela primeira fase da Copa do Nordeste.

O formato da competição esse ano foi alterado. Serão apenas dois grupos, porém cada um com 8 equipes. Os times do grupo A (como o Fortaleza) enfrentarão o do B (como o Náutico). No final, quatro de cada chave se classificarão para a próxima fase.

É por isso que tanto Marcio Goiano quanto Rogério Ceni já enxergam a estreia com muita seriedade. Com discursos diferentes sem afirmar quais as escalações, os treinadores adotam abordagem otimista. Para Márcio, ter começado a pré-temporada mais cedo e já ter feito dois amistosos pode fazer diferença e dar vantagem ao timbu dentro do duelo.

"De repente, uma equipe com mais tempo de treinamento, como a nossa, pode apresentar um ritmo mais forte. Com muita marcação, conseguindo pegar em cima, sendo ofensiva e agressiva. Espero que possamos conseguir um volume mais forte para que o Fortaleza sinta dificuldade no início", perspectivou.

Mesmo sem confirmação, o Náutico deverá entrar em campo com: Luiz Carlos; Diogo Hereda, Camutanga, Assis; Josa, Jimenez, Fábio Matos (Matheus Carvalho); Jorge Henrique, Lucas Paraíba; Wallace Pernambucano

Do outro lado, Ceni dividiu a coletiva pré-jogo entre comentar sua permanência, a chegada de reforços e a valorização com a manutenção da base campeã da Serie B. Sobre o jogo de amanhã, ele lamentou ter que enfrentar uma primeira partida oficial com apenas 12 dias de preparação.

"Seria ótimo que o jogo fosse no dia 22 e não no dia 15. Teríamos mais uma semana de treinamentos e não entraríamos depois de trabalharmos apenas 11 dias e meio. Já o Náutico é uma equipe que está se preparando a mais tempo. Mas vamos tentar encontrar uma forma de jogar. Se não temos a condição física, temos que achar uma maneira de achar um modo para nos igualar".

Não podendo contar com algumas peças, sobretudo no tocante aos novos reforços do elenco, Rogério Ceni deverá escalar o Fortaleza da seguinte maneira: Marcelo Boeck; Tinga, Roger Carvalho, Patrick, Bruno Melo; Paulo Roberto, Felipe, Marlon, Edinho; Ederson e Pedro Júnior.

Quem fica com o apito no jogo da noite desta quarta-feira será o baiano Ricardo Gustavo Gonçalves Baptista. Ele será auxiliados pelos também baianos Jucimar dos Santos e Edevan de Oliveira.

VAVEL Logo