Náutico enfrenta Sergipe com tabu pela frente na Copa do Nordeste
Foto: Léo Lemos/CNC

Náutico enfrenta Sergipe com tabu pela frente na Copa do Nordeste

Timbu não vence o Gipão em Aracaju desde 1999, quando disputou Série C do Brasileirão

miguel-angelo
Miguel Inácio

Em busca de reação rápida, o Náutico visita o Sergipe na noite desta terça-feira (22), às 21h30, horário de Aracaju, em partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. O confronto coloca face a face duas equipes que foram mal na rodada de abertura.

O Sergipe acabou derrotado pelo ABC, em Natal, por 2 a 1, e amarga a 7ª colocação do grupo A do Nordestão, à frente apenas do Sampaio Corrêa. Já o Náutico, recebeu o Fortaleza nos Aflitos, onde foi derrotado por 3 a 1. Na lanterna do grupo B, o Timbu ainda tem pela frente um tabu.

Domínio Colorado

O Gipão não perde em seus domínios para o Timbu desde 1999. De lá para cá, foram cinco partidas, com um empate e quatro vitórias para cima dos pernambucanos. Foram os resultados recentes que ajudaram a virar o retrospecto a favor do clube de Aracaju. Se até 1999, o Sergipe ainda não tinha vencido o Náutico como mandante, hoje mantém quatro vitórias e três empates, contra três vitórias recifenses.

O retrospecto de início dessa temporada, porém, só se acalmou no último sábado (19), quando o Sergipe goleou o Frei Paulistano por 4 a 0 pelo Campeonato Sergipano. Nas partidas anteriores, derrotas contra o ABC, pela Copa do Nordeste, e contra o rival, Confiança, também pelo estadual. O Gipão deve entrar em campo com Erivelton; Gabriel Passos, Carlos Alexandre, Claudio Baiano e Marinho Donizete; Ramalho, Brendon, Élton e Rhuan; Leandro Love e Ariel.

Náutico em alerta

Passado o otimismo do início da temporada, justificado pelo título pernambucano de 2018 e pela volta ao Estádio dos Aflitos, o Timbu entrou em estado de alerta. O Náutico foi derrotado nas últimas quatro partidas que disputou nesta temporada, contando jogos oficiais e não-oficiais.

Caiu duas vezes diante do Treze em amistosos, teve sua reestreia oficial no antigo estádio frustrada pelo Fortaleza, na Copa do Nordeste, e não conseguiu fazer frente ao Central, acabando derrotado em Caruaru pelo Campeonato Pernambucano. Soma-se a isso, a pressão por causa do retrospecto Alvirrubro nas últimas edições do Nordestão. Desde a volta da realização da competição de forma ininterrupta, em 2013, o Timbu não passa da fase de grupos. Buscando reabilitação, o time de Márcio Goiano deve entrar em campo com Luiz Carlos; Hereda, Camutanga, Suelinton, Assis; Jiménez, Luiz Henrique e Fabio; Jorge Henrique, Wallace Pernambucano e Thiago.

VAVEL Logo