Givanildo pede ‘pés no chão’ para América-MG manter bom trabalho no Estadual
Foto: Reprodução / Twitter América-MG

Givanildo pede ‘pés no chão’ para América-MG manter bom trabalho no Estadual

Mesmo sendo líder em todos os quesitos no estadual, Givanildo ainda quer ver seu time evoluir e continuar bom momento na primeira fase da competição

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

A goleada do América sobre o Tupi por 5 a 0 marcou muito mais que os três pontos no Independência: botou o Coelho na ponta do mineiro e valorizou o ótimo trabalho que o time de Givanildo Oliveira vem fazendo até aqui no campeonato estadual.

O Coelho é líder em todos os quesitos até aqui: em pontos, no número de gols feitos e em sua defesa.

“É claro que o treinador fica satisfeito quando o time ganha o jogo como ganhou. Poderíamos até ter chegado a mais gols. Sei que o adversário não vem bem na competição, mas eles poderiam ter engrossado o jogo, ter fechado o time e tudo terminar zero a zero, como foi o primeiro tempo do jogo passado”, analisou Givanildo.

Tudo parece estar caminhando muito bem para o time verde da capital. Perguntando sobre a atual situação de equilíbrio do elenco do América-MG, o técnico disse que se sente satisfeito com o rendimento da equipe.

“Do meio para frente estamos chegando àquilo que queremos. Lá atrás também estamos bem, construindo bem as jogadas e não deixando a desejar. Não é toda hora que se ganha de cinco a zero, portanto estou satisfeito", ressaltou o técnico.

Embora tendo enfrentado um time fraco tecnicamente, o Coelho se mostrou muito eficaz lá na frente e não economizou nos gols. O treinador americano comentou sobre a facilidade em infiltrar na zaga do Tupi na tarde de hoje.

“Hoje admito que o adversário não marcou com tanta pressão, mas soubemos aproveitar e jogar na falha deles. Nossos laterais foram muito bem e marcaram três dos cinco gols na partida”, afirmou.

Agora o América pensa no Tombense, seu próximo confronto. Na próxima quarta-feira (30), na cidade de Tombos, o Coelho terá um desafio que vai além do time mandante na partida.

“Agora vamos ter um jogo fora bastante difícil fora de casa (contra o Tombense). O campo não colabora, mas vamos tentar continuar nosso trabalho e passar por cima de tudo”, exaltou o técnico.

Diante de uma campanha tão notável nesse início de Campeonato Mineiro, Givanildo falou se o América carrega algum artifício para manter seu bom futebol.

“Não tem segredo. Vamos pensando jogo a jogo, com muita tranquilidade e regularidade. Não podemos pensar direto no quadrangular final sem passar da primeira fase", finalizou.

VAVEL Logo