Presidente do Atlético-MG faz duras críticas à FMF e ao diretor de futebol do Cruzeiro
(Foto: Reprodução/Premiere)

Presidente do Atlético-MG faz duras críticas à FMF e ao diretor de futebol do Cruzeiro

Clube se revoltou com a atuação do juiz durante a partida; Sérgio Sette Câmara também alfinetou o dirigente Itair Machado

leo-moura
Leonardo Almeida

Há tempos o clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG rende várias polêmicas, tanto no pré, como nos pós jogos. Desta vez não foi diferente. Após o empate neste domingo (27) em 1 a 1, o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, fez um duro pronunciamento com críticas à FMF (Federação Mineira de Futebol) e ao diretor executivo do Raposa, Itair Machado.

"Itair vem desrespeitando, de modo geral, aqueles que organizam os campeonatos. Seja Campeonato Mineiro, Brasileiro... Durante essa semana ele fez um pronunciamento duro, dizendo que havia rompido com a Federação, querendo questionar a eleição do atual presidente, Adriano Aro. Vimos umas faixas muito estranhas durante o jogo. Gostaria que a procuradoria do TJD analisasse isso. Obviamente foram faixas encomendadas. Obviamente tudo isso se transformou numa tragédia anunciada".

"Tivemos uma arbitragem horrorosa, tendenciosa, que nos prejudicou enormemente, deixando de dar um pênalti no Igor Rabello no primeiro tempo, marcando um pênalti inexistente. Muito estranho, porque o árbitro havia se machucado, mas ele permaneceu em campo até marcar esse pênalti inexistente. No final, quando houve aquela troca, a gente viu que não era uma questão apenas do árbitro que estava escalado para o jogo, mas de toda a arbitragem mineira, que está sendo pressionada", afirmou o presidente em coletiva de imprensa.

O mandatário alvinegro continuou ainda criticando à FMF, e lembrou do caso envolvendo a multa de R$ 10 milhões na época em que o atacante Fred trocou o Atlético pelo Cruzeiro.

"Me parece que o que está acontecendo na Federação Mineira de Futebol é que eles estão borrando para o senhor Itair Machado. Estão morrendo de medo dele. Não estou entendendo o que está acontecendo. Aliás, estamos precisando ter respostas efetivas com relação a várias e várias declarações que foram feitas recentemente por esse diretor (Itair), inclusive no tocante àquela decisão em que nós tivemos a condenação do Fred e do Cruzeiro em 10 milhões de reais. (Ele tem) vindo a público dizer que havia tido corrupção, questionando a idoneidade das pessoas que participaram daquele julgamento. E muitas outras ofensas. Até agora não vimos qualquer tipo de punição".

"A gente aguarda com sobriedade que, tanto o TJD quando o STJD, através das suas procuradorias, tomem providências. Nós, do Clube Atlético Mineiro, estamos de olho, vamos procurar o presidente da Federação, o senhor Giuliano Bozzano (presidente da Comissão de Arbitragem da FMF), que tem muito a explicar sobre a arbitragem de hoje. Esperamos que isso não volte a acontecer e que os jogos do restante do campeonato não sejam apitados sobre o signo do medo, porque é isso que está acontecendo aqui", finalizou.

Após o empate, o clube soma no momento quatro pontos no Campeonato Mineiro e ocupa a terceira colocação. Na próxima quarta-feira (30), o Galo volta a campo pelo regional para enfrentar o URT, às 21h30 (De Brasília), no estádio Independência.

VAVEL Logo