Após estreia no clássico, Jonathan revela momentos de ansiedade: "Não consegui nem dormir direito"
Foto: Vitor Silva / SSPress / Botafogo 

Após estreia no clássico, Jonathan revela momentos de ansiedade: "Não consegui nem dormir direito"

Lateral-esquerdo fez seu debute com a camisa do Botafogo na derrota por 2 a 1 para o Flamengo, no último final de semana, e foi bastante elogiado por Zé Ricardo 

caiocarvalho97
Caio Carvalho

Depois de passagens pelas categorias de base de Nova Iguaçu e Internacional, Jonathan chegou ao Botafogo em 2017. Aos 20 anos, foi integrado ao grupo profissional para esta temporada e se tornou reserva imediato após a saída de Moisés. No último final de semana, logo no clássico contra o Flamengo, Gilson, dono da posição, estava suspenso e não pode jogar.

Foi então que Zé Ricardo deu ao lateral-esquerdo a chance de enfim estrear com a camisa do Alvinegro. Apesar da pouca idade e da grande pressão que a partida exercia sobre qualquer atleta, Jonathan mostrou personalidade, teve boa atuação e foi muito elogiado pelo treinador. 

Após deu debute, veio também a primeira entrevista coletiva. Mostrando-se um pouco nervoso e ao mesmo tempo se soltando mais a cada pergunta, o jogador relevou os momentos de ansiedade que antecederam sua estreia pelo Glorioso e se disse focado em trabalhar a parte física para melhorar sua performance.

"Na concentração, eu só pensava no jogo, não consegui nem dormi direito. Meu pai me ligava toda hora falando para eu ficar tranquilo. Antes da partida, Zé e jogadores também falaram comigo. Todos acharam que eu fiz boa partida. Estava há bastante tempo sem jogar, estou trabalhando essa questão da parte física".

"Fico feliz pela oportunidade que o Botafogo me dá, feliz por representar esse escudo. Viemos de jogos sem resultado positivo, mas temos mais uma batalha na quinta. Já tinha feito alguns jogos pelo Nova Iguaçu, fui tranquilo para a partida. Zé e jogadores me passaram confiança, fui para o jogo com a cabeça boa. Vamos seguir trabalhando firme". 

O lateral-esquerdo contou em quem se inspira dentro de campo: Alaba, do Bayern de Munique. Além disso, deixou claro que apesar da movimentação do clube no mercado, estará sempre buscando seu espaço na equipe. Em clima de descontração, Jonathan agradeceu seu assessor, que o ajudou a se preparar para o encontro com os jornalistas.

"Botafogo pode contratar, mas eu vou continuar focado, trabalhando firme para buscar meu espaço. Minha inspiração é o Alaba, jogador bem agressivo. Quero investir no ataque e na defesa também".

"Assessor me deu bastante apoio. Dei uma treinadinha um pouco antes (risos)".

Por fim, o atleta de 20 anos fez uma breve análise de sua trajetória até chegar ao Alvinegro carioca. 

"Fiz meu primeiro teste no Nova Iguaçu. Passei, fiz um bom Campeonato Carioca e o Inter me procurou. Fiquei lá um ano e vim para o Botafogo. A base vem trabalhando firme para ter seu espaço. Garanto que esse ano vamos nos sair bem".

Na sexta e última posição do Grupo C da Taça Guanabara com apenas um ponto conquistado em quatro jogos, o Botafogo volta aos gramados nesta quinta (31) para enfrentar o Resende, às 21h (de Brasília), no Nilton Santos

VAVEL Logo