Em tarde de estreias, Cruzeiro bate Villa Nova com tranquilidade no Alçapão do Bonfim
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Em tarde de estreias, Cruzeiro bate Villa Nova com tranquilidade no Alçapão do Bonfim

Rodriguinho e Dodô, jogadores que chegaram ao clube celeste no final de janeiro, tiveram a chance para estrear e fizeram boas atuações

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

O cruzeirense tinha motivos extras para ficar de olho no confronto da tarde deste domingo contra o Villa Nova, isso porque o técnico Mano Menezes botou em campo quatro jogadores que o Cruzeiro contratou para esta temporada. Entre eles, dois estreantes: o lateral Dodô e o meia Rodriguinho.

No Alçapão do Bonfim, em Nova Lima, as duas equipes batalharam pra ver quem se sairia melhor no confronto válido pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. No time celeste, além dos dois estreantes em campo, Mano ainda contou com a volta do zagueiro Dedé ao time titular, já que o jogador cumpriu suspensão na última rodada, quando a Raposa empatou com o Boa Esporte fora de casa.

O Villa, pouco mudado em relação ao time que empatou em 1 a 1 contra o Tupi, na cidade de Juiz de Fora, procurava um bom resultado contra o terceiro colocado para deixar a lanterna do campeonato estadual. O treinador do time de Nova Lima, Fred Pacheco, acreditava que um grande adversário como o Cruzeiro poderia dar um ânimo a mais para que seu time iniciasse uma recuperação.

Como era esperado, foi o Cruzeiro quem tomou as rédeas da partida nos minutos iniciais. Os pontas Rafinha e Marquinhos Gabriel não deram sossego à zaga do Villa em várias oportunidades, aproveitando a velocidade. Até a marca dos 15 minutos de jogo, o camisa 9 cruzeirense, Fred, teve uma boa oportunidade para marcar após um belo cruzamento de Rafinha, mas tocou sem rumo para longe.

Aos 20’, o time azul já batia 60% de posse de bola em Nova Lima, além de ser superior na maioria dos aspectos. Ariel e Rodriguinho arriscaram de longe, mas sem perigo ao gol de Georgemy.

Faltando menos de 10 minutos para o final do primeiro tempo, veio o prêmio para a equipe visitante. Aos 37 minutos, em mais uma bola jogada na área pelo time estrelado, Orejuela encontrou Fred na grande área para cabecear e marcar o primeiro do time celeste na partida, seu terceiro no campeonato. Dois minutos mais tarde, por muito pouco o Villa Nova não empatou a partida numa boa cabeçada de Cassiano.

Mas a porteira no primeiro tempo não fechou por aí. No último minuto, depois de um bate-rebate na pequena área, Rafinha chutou firme cruzado para marcar o segundo gol do Cruzeiro no jogo.

Com o 2 a 0 no placar, os times voltaram para o vestiário no Alçapão do Bonfim em um jogo bastante movimentado e de bastante superioridade por parte do time azul.

O reinício de jogo teve um Villa buscando os contra-ataques com mais agressividade. Pinguim, que entrou na vaga do atacante Cassiano, deu velocidade à equipe da casa e ficou responsável por puxar as jogadas em explosão do time de Nova Lima. O meia Luiz Fernando até tentou dois chutes de fora da área, mas que não levaram perigo ao goleiro Fábio.

O Cruzeiro, por sua vez, não encontrava os devidos espaços para infiltrar-se na defesa do Villa e conseguir algum ataque efetivo. No quesito finalizações, as estatísticas marcavam 11 a 7 à favor para o visitante na metade da segunda etapa.

Aos 24’, o atacante Fred conseguiu acertar um bom chute de longe e dar trabalho para o goleiro Georgemy, que mandou para escanteio. Depois de um bom tempo, o visitante voltou a finalizar na partida. Pouco tempo depois, foi a vez de Léo pegar em cheio o escanteio de cabeça e mandar ao lado do gol do Villa.

Na marca dos 30 minutos veio a maior chance para o time celeste alcançar o terceiro gol na partida. Ariel Cabral cruzou na primeira trave e Fred ajeitou para Marquinhos Gabriel mandar com categoria ao lado da meta do Villa, numa bola que raspou a trave direita do goleiro Georgemy.

Aos 35’, um minuto após Raniel entrar na vaga de Fred, Renato Kayser cruzou rasteiro e viu o goleiro do Villa dar o rebote nos pés do camisa 17 cruzeirense para ampliar o placar. 3 a 0 e muita facilidade para avançar até o ataque pelo time de Mano. No final do jogo, o próprio Raniel teve a chance de deixar o placar mais largo para o time visitante, mas mandou a bola direto nas mãos de Georgemy.

A partida, que não deu praticamente nenhum trabalho para o time de Mano Menezes, foi bem proveitosa para entrosar a equipe celeste. Na próxima rodada do campeonato mineiro, o Villa enfrenta o Patrocinense, domingo (10), às 11h, dentro de casa. Já o Cruzeiro recebe o Tupynambás - equipe que vive boa fase - também no domingo, às 17h.

VAVEL Logo