IML finaliza identificação dos corpos da tragédia no Ninho do Urubu
(Foto: Divulgação/ Flamengo)

IML finaliza identificação dos corpos da tragédia no Ninho do Urubu

Os 10 jovens jogadores foram reconhecidos após análise dos legistas do Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro; os corpos de cinco jogadores já foram sepultados por suas famílias

rafalisboa
Rafael Lisboa

Após o trágico incêndio no Ninho do Urubu, classificado por Landim como o pior dia da história do Flamengo, os corpos dos 10 jovens jogadores que faleceram foram identificados pelos legistas do Instituto Médico Legal, no Rio de Janeiro.

Nesse domingo (10), Jorge EduardoSamuel Thomas foram os  últimos a serem reconhecidos pelos médicos e seus familiares resolvem as últimas pendências para levarem os corpos e enterrá-los em suas cidades.

Ao todo, cinco jovens já foram sepultados. No sábado (9), Arthur Vinícius, que faria aniversário no dia, foi enterrado em Volta Redonda, enquanto, em Oliveira (MG), Pablo Henrique, primo do zagueiro Werley, do Vasco, também foi sepultado no mesmo dia.

Nesse domingo, ocorreram três velórios: Vitor Isaías, conhecido como Vitinho, em Biguaçu (SC), Bernardo Pisetta, em Indaial (SC), e Christian Esmério, em Irajá (RJ). Os outros corpos que já haviam sido reconhecidos, mas ainda não foram enterrados, são: Rykelmo de Souza Viana, Gedson Corgosinho Beltrão dos Santos e Athila de Souza Paixão.

O Rubro-Negro também atualizou a situação dos três sobreviventes, que estão internados: Cauan Emanuel teve alta do CTI, e seguiu para o quarto do hospital. O jovem está bem clinicamente e respira sem ajuda do oxigênio. Outro jogador em processo de evolução é o jovem Francisco Dyogo, mas ele segue em uma recuperação mais lenta, e segue com tratamento de fisioterapia respiratória no CTI. Márcio Tannure, chefe do Departamento Médico, e Márcio Fonseca, médico das categorias de base, cuidam dos atletas.

Ainda internado em estado grave no Hospital Pedro II, Jhonata Ventura permanece em estado hemodinamicamente estável, sedado em ventilação mecânica. O jovem apresentou febre nas últimas 24h e realizou um novo banho com curativos nas queimaduras mais profundas. Está sob cuidados de Luiz Claudio Baldi e Gustavo Dutra, médicos do clube.

Ainda de luto, o Flamengo segue oferecendo apoio e assistência para todos os familiares das vítimas, enquanto tenta achar todos os documentos necessários para mostrar na investigação do caso. Nessa segunda-feira (11), dirigentes do clube, membros da Prefeitura, da Defesa Civil e do Ministério Público se reunirão em busca de respostas para a tragédia.

VAVEL Logo