Notas: em mais uma atuação ruim, apenas Rhodolfo e Cuéllar se salvam contra o Fluminense
(Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

Notas: em mais uma atuação ruim, apenas Rhodolfo e Cuéllar se salvam contra o Fluminense

Rubro-Negro foi dominado pelo Tricolor e foi eliminado na semifinal da Taça Guanabara, mesmo com a vantagem do empate; zagueiro e volante colombiano foram os destaques da equipe na partida

rafalisboa
Rafael Lisboa

Em uma noite muito emocionante no Maracanã, com homenagens às vítimas da tragédia no Ninho do Urubu, o Flamengo foi derrotado pelo Fluminense, 1 a 0, e se despediu da Taça Guanabara. A VAVEL Brasil analisa e dá as notas dos jogadores rubro-negros nessa partida:

Diego Alves - Nota 4
Estava tendo uma atuação segura até o gol, mas acabou falhando pois estava mal posicionado em uma bola defensável.

Pará - Nota 3,5
Um dos piores em campo no Maracanã. No ataque, não acertou praticamente nenhum cruzamento que tentou, até com as mãos, e na defesa sofreu com Yony no segundo tempo. Na jogada do gol, não teve culpa pois estava posicionado para receber o passe de Arrascaeta.

Rodrigo Caio - Nota 4 
Assim como Rhodolfo, também foi bem exigido e, na maioria dos ataques, se saiu bem. Porém, quando exigido nas saídas de bola, não repetiu o desempenho que vinha apresentando, errando alguns passes. No lance do gol, foi facilmente enganado pelo drible de corpo de Luciano.

Rhodolfo - Nota 6,5
Melhor jogador do Flamengo na noite. Seguro, ganhou praticamente todas as bolas que foram na área rubro-negra, e liderou a equipe em uma atuação tecnicamente fraca.

Renê - Nota 3,5
Pior partida do regular lateral-esquerdo rubro-negro na temporada. Nervoso, errou no ataque e na defesa, gerando insatisfação da torcida, e algumas vaias no Maracanã.

Cuéllar - Nota 6
Mostrou a mesma vontade de sempre, o que fez se tornar um dos queridos da torcida, e fez o possível para anular os rápidos ataques do Fluminense, especialmente na segunda etapa. 

Willian Arão - Nota 4
Escalado como volante, voltou a atuar mais próximo da área e pouco ofereceu ajuda quando o Rubro-Negro saia jogando pelo chão. Na defesa, foi o líder de desarmes da equipe, o que acabou salvando a sua atuação.

Bruno Henrique - Nota 4
Novamente titular, não repetiu o desempenho que vinha tendo desde que chegou ao Rubro-Negro, e fez a sua partida mais abaixo pelo clube.

Diego - Nota 4
Com o papel de armador, o capitão teve dificuldades para ligar os contra-ataques na primeira etapa. No segundo tempo, ficou mais sumido e foi substituído no final da partida.

Éverton Ribeiro - Nota 4,5
Foi melhor do que Diego, mas também não conseguiu repetir as atuações que se esperam dele. Mesmo assim, conseguiu criar alguns ataques para o Flamengo.

Gabriel Barbosa - Nota 4,5
Na posição de origem, sofreu com a estratégia utilizada pelo Flamengo na partida, e novamente terminou a partida sem balançar a rede. Criou uma boa chance após belo lançamento de Arrascaeta, mas voltou a levar cartão amarelo após discussão na área tricolor.

Arrascaeta - Nota 4,5
Colocado em campo após a parada técnica, a contratação mais cara do Flamengo estava tendo uma boa atuação até perder a bola que originou o gol da eliminação. 

Uribe - Sem nota
Também entrou no final da partida, para tentar prender a bola no campo de ataque, mas foi prejudicado pelas poucas vezes onde o Rubro-Negro ficou no campo de ataque nos minutos em que esteve em campo.

Vitinho - Sem nota
Após entrar na parte final da partida, fez apenas uma boa jogada individual pela esquerda, mas não teve muito tempo para mostrar serviço em campo.

VAVEL Logo