Após reunião, clubes não chegam a acordo sobre lado de torcida na final da Taça Guanabara
Foto: Divulgação/FERJ

Após reunião, clubes não chegam a acordo sobre lado de torcida na final da Taça Guanabara

Sustentado pela decisão judicial, Tricolor quer fazer valer seu contrato com o Consórcio 

araujo_luis
Luis Araujo

Os presidentes de Fluminense e Vasco se reuniram na manhã deste sábado (16), na sede da FFERJ, para tentar solucionar mais uma vez o imbróglio do lado direito do Maracanã. Na saída, os dirigentes do Flu não falaram com a imprensa e deram a impressão de que não houve acordo no encontro.

Mandante da partida, o Cruzmaltino iniciou a venda de ingressos para sua torcida e decidiu que eles ficariam no setor sul. O Flu respondeu com uma decisão judicial que lhe dá o direito por contrato de alocar sua torcida neste mesmo setor.

Alexandre Campello, presidente do Vasco, falou com a imprensa na saída e disse não haver possibilidade de mudar o local da partida ou colocar a torcida de seu time de volta ao setor Norte, pois 20 mil ingressos já foram vendidos. 

"Não houve consenso. Existe a posição da federação, do Bepe, do Vasco e do próprio Maracanã. Embora exista uma decisão liminar, ela não é possível de ser executada''. Temos mais de 20 mil ingressos vendidos, absoluta maioria para a torcida do Vasco no setor sul. Não tem como mudar esse curso agora, nem o local da partida. Chegamos a definição de que vamos atender a liminar e suspender a venda do setor sul e iniciar a venda do setor norte para a torcida do Fluminense até que se chegue ao número de ingressos que foram vendidos para os vascaínos. Os outros setores seguem disponíveis" - disse Campello.
 

VAVEL Logo