Apresentado, Cícero prega paciência para estreia e se diz 'muito feliz' por jogar no Botafogo
Foto: Vitor Silva / SSPress / Botafogo

Apresentado, Cícero prega paciência para estreia e se diz 'muito feliz' por jogar no Botafogo

Vestindo a camisa do Alvinegro, atleta de 34 anos agradeceu os esforços da diretoria em trazê-lo e assumiu conversa com Zé Ricardo 

caiocarvalho97
Caio Carvalho

Nesta segunda-feira (18), Cícero foi apresentado oficialmente como jogador do Botafogo. O contrato do atleta de 34 anos vai até o final de 2019. Em sua primeira entrevista coletiva, o meia se disse motivado em fazer um bom trabalho no clube e assumiu já ter conversado com o treinador Zé Ricardo sobre sua posição de preferência.

"Venho para tentar ajudar muito esse grupo. Agradecer o esforço que o Botafogo fez, o Anderson tem grande parcela. Muito feliz por vestir essa camisa. Já conversei rapidamente com o Zé Ricardo sobre posicionamento. Mas ainda é cedo, estou parado há um bom tempo. Posso ajudar em várias posições".

"Mas há alguns anos gosto muito de jogar como segundo volante, me sinto mais a vontade. O grupo preciso de identidade. E se for melhor ajudar em outra posição, vou tentar ajudar da melhor forma possível".

"Estou pronto para ajudar. Claro que jogar como atacante não é minha preferência. Mas depende do dia a dia, como as coisas se encaixam melhor. O mais importante é o Botafogo sair vitorioso. Prefiro jogar mais recuado, a maioria dos meus gols é jogando como segundo ou terceiro homem do meio".

Cícero pregou paciência para a estreia, já que vem de um tempo parado. O jogador também fez questão de elogiar o projeto apresentado pelo Alvinegro carioca.

"Tivemos essa conversa. Não adianta dar um passo maior do que a perna. Depois das férias, fiquei mais um mês parado. Treinava um pouco para não ficar totalmente parado, mas é diferente de trabalhar com um grupo. Não quero ter pressa".

"Projeto do Botafogo está me propondo é de longo prazo, se Deus quiser tem tudo para dar certo. É uma camisa muito pesada no futebol brasileiro. Vesti várias camisas pesadas no Brasil, essa é mais uma. Falta conquistar um título importante no cenário nacional ou internacional. Estou proposto a abraçar essa ideia. Deu para ver que o grupo é muito unido".

"Ao longo da minha vida aprendi a ser vitorioso. Chego num clube hoje e que eu possa ser vitorioso novamente. Sou obcecado por objetivos. A cobrança sempre existe. Estou muito animado com esse novo desafio. O grupo é jovem e sei que vou poder ajudar cada um deles. Eles também vão me ajudar".

O meia revelou ter recebido propostas de outros clubes, mas afirmou ter sido seduzido pelo que foi apresentado pelo Glorioso.

"Teve algumas outras propostas, mas estava no meu momento, pensando. O Botafogo veio com esse projeto e fiquei muito animado. Não está pronto, está em transição e vim animado para fazer parte. Cheguei ao Fluminense em um momento parecido e as coisas deram certo".

Por fim, o jogador de 34 anos disse que sua genética o favorece, já que não teve muitas lesões ao longo da carreira e chega ao Botafogo saudável.

"Quando mais você faz as coisas acontecerem, cada coisa que você conquista, a cobrança sempre vem em dobro. No Brasil falam que quem passa dos 30 anos está velho. Eu brinco que estou que nem vinho, cada vez melhor. Nunca tive lesão grave na minha carreira, graças a Deus. Tenho uma genética boa, sempre fui magrinho. Tento sempre me preparar a cada ano. Sabe que a idade faz diferença, mas me cuido muito".

VAVEL Logo