Allan é apresentado e ressalta desejo de se firmar no Fluminense: "Quero ficar"
FOTO DE LUCAS MERÇON/FLUMINENSE FC

Allan é apresentado e ressalta desejo de se firmar no Fluminense: "Quero ficar"

Volante afirmou que um dos fatores que o fez escolher o Tricolor foi o treinador Fernando Diniz

jessicaalbuquerque
Jéssica Albuquerque

O Fluminense apresentou nesta terça-feira (19) o volante Allan. O jogador pertence ao Liverpool (ING) e chega ao Tricolor por empréstimo de seis meses, com possibilidade de renovação pelo mesmo período. Allan explicou que um dos motivos que o fez escolher o Fluminense foi o técnico, Fernando Diniz.

É um dos fatores que me fez vir para o Fluminense, trabalhar com ele, pelas características e a forma de jogo. Espero que ele possa me ajudar muito. Todos sabem da forma que ele gosta de jogar, gosta de ficar com a posse. Isso é o futebol, o futebol bonito. Todos comprando a ideia, vai dar coisa boa” disse o volante.

Allan também falou sobre a oportunidade de jogar ao lado de Ganso, que fará sua estreia no próximo jogo, contra o Bangu, no Maracanã. Ele elogiou o meia e disse que será um prazer tê-lo no mesmo time.

É um grande jogador, é o maior prazer jogar com ele. Somos um grupo, independentemente de nome. Vai ser o maior prazer atuar ao lado dele. É um cara experiente, ajuda a gente. Para nós, é sempre bom ter alguém para falar: ‘faz isso, não faz isso’. Vai ser muito bom ter no dia a dia”.

Sobre suas características, o volante de 21 anos afirmou que pode atuar como primeiro ou segundo volante e que não vai faltar entrega da sua parte.

Sou um jogador de meio-campo, atuo como primeiro e segundo volante sem problemas. Sou um jogador que se doa muito para a equipe, tento ajudar da melhor forma. Posso atuar em outras posições, se precisar”.

O contrato com o Fluminense é de apenas seis meses. Segundo Allan, a opção do Liverpool de emprestar por apenas esse período foi devido ao calendário da Europa, que é diferente do brasileiro.

São questões da parte do Liverpool. A temporada termina no meio do ano, é diferente daqui. Por isso, eles fizeram essa opção. Vim para ficar, quero ficar. Vamos esperar para ver”.

Allan deixou o Brasil cedo, quando ainda estava nas divisões de base do Internacional. O volante afirmou que agora era o momento de voltar e que não pensou duas vezes quando surgiu a oportunidade.

Faz três anos e meio que estou lá fora e nunca joguei no Brasil. Estou vindo para ajudar a colocar o Fluminense onde nunca deveria ter saído. Quando o Fernando fechou, deu uma ajudinha para voltar”.

Sobre a experiência fora do Brasil, Allan destacou as vantagens, dentro e fora de campo. E que cada lugar por onde passou contribuiu para sua formação, mas que ele ainda tem muito a aprender.

Foi uma experiência boa, não só em termos de futebol, mas como pessoa. Por ter que me virar na adaptação, língua... No futebol, foi bom por conhecer outras culturas, outras metodologias de jogo. Hoje eu me vejo mais maduro. De cada país eu tirei uma coisa e estou mais completo, mas ainda tenho muita coisa para aprender

O atual treinador do Liverpool é Jürgen Klopp, a quem Allan tem muita gratidão. Para o volante, foi uma realização jogar com ele como treinador, mas agora pretende mostrar seu trabalho para Fernando Diniz, comandante do Fluminense.

Foi depois da Finlândia, quando fui campeão. Retornei ao Liverpool porque a temporada termina um pouco antes. Ele tinha acabado de assumir e me colocou para jogar em um amistoso. Foi uma realização jogar com ele como treinador. Mas isso ficou no passado. Tenho que mostrar para o Fernando e para a torcida do Fluminense. Ele (Klopp) me ajuda muito até hoje”.

Allan tem passagens pela Seleção Brasileira sub-20. E quando perguntado sobre estar na seleção principal, ele afirmou que ainda é cedo para pensar nisso e que o foco é o Fluminense.

É muito cedo para pensar sobre isso, mas claro que sim. Tive convocações na base, conheço o ambiente. Então, por que não? Mas o foco não é Seleção, é pensar no Fluminense e ser feliz aqui” encerrou.

VAVEL Logo
CHAT