França faz dois, América-MG bate Boa Esporte fora de casa e se mantém invicto no ano
Foto: Divulgação/América-MG

França faz dois, América-MG bate Boa Esporte fora de casa e se mantém invicto no ano

Equipe de Givanildo Oliveira segue a boa fase no estadual e ainda se mostra na briga pelo topo do torneio

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Em busca de retornar à liderança do campeonato, o América-MG viajou até Varginha para fazer de tudo para buscar os três pontos contra o Boa Esporte. Era o confronto do 2º contra o 8º colocado na tabela. O Coelho, que entrou em campo com 15 pontos, estava separado por sete pontos de diferença ao Boa, que tinha 8.

No time da casa os destaques eram os mesmos de sempre. Gindré e Jayme eram jogadores capazes de oferecer bastante perigo ao América pelos lados de campo. Já Givanildo de Oliveira mudou bastante a equipe que entrou em campo em relação àquele que empatou com o Cruzeiro na última rodada. A principal e mais sentida mudança foi a de Neto Berola no banco de reservas. Como o cabeça de área, Jonatas Belusso foi o centroavante que assumiu a posição, já que o camisa 9 da equipe, Júnior Viçosa, cumpriu suspensão.

Iniciada a partida, foi o Boa quem saiu para o ataque com tudo. Com boas jogadas de pivô, o atacante Gustavo Henrique conseguia puxar a defesa americana para seu lado, dando mais liberdade para outros jogadores. Aos 8 minutos de jogo, em uma belíssima cobrança com a perna esquerda, Kaio Cristian abriu o placar para a equipe de Varginha.

O gol cedo deu ânimo para o mandante que não tirou o pé e continuou assumindo as melhores jogadas na partida. A partir dos 15’ veio a recuperação do Coelho. Os atacantes Marcelo Toscano e Felipe Azevedo apareceram no jogo e começaram a incomodar a zaga do time da casa.

Na casa dos 28 minutos veio a recompensa e o empate dos visitantes. França avançou em velocidade, limpou Victor e finalizou cruzado, sem chances para o goleiro Renan Rocha. Após o 1 a 1, o América conseguiu se manter no ataque, porém sem muita efetividade. A oportunidade seguinte que levou perigo ao gol do Boa ocorreu apenas aos 39’, quando João Paulo teve uma boa chance para virar o jogo em uma bola parada pela direita e mandou muito longe do gol adversário.

No minuto final dos acréscimos da primeira etapa, o alviverde perdeu mais uma ótima chance, desta vez com Belusso. Sem goleiro, o atacante chutou para a fora de canhota, deixando seus companheiros e o técnico Tuca Guimarães sem reação com a chance perdida. Com diversas oportunidades perdidas e o placar igualado no Estádio Melão, as equipes teriam que caprichar mais no segundo tempo para saírem vencedores na partida.

O reinício do embate foi de muita troca de bola e mais chances desperdiçadas. Aos 8’, Gustavo desviou a falta cobrada em direção à área, finalizou fraco e viu o goleiro Fernando Leal salvar em cima da linha, o que gerou uma polêmica gigante por parte dos jogadores do time da casa, que alegaram que a bola teria ultrapassado a linha.

Daí em diante o América recuperou-se e voltou a dominar a partida. França e Belusso mantiveram o dilema da primeira etapa e perderam novas chances, impossibilitando o Coelho de ampliar o placar.

Aos 29’ Renan Rocha novamente evitou o gol da virada americano, depois que defendeu com os pés o bom chute cruzado de Toscano. Depois de muito tentar, o Boa não conseguiu segurar. França aproveitou a bola curta cruzada em direção ao garrafão e bateu colocado para fazer um belo gol e conseguir o segundo gol do América na partida. O tão almejado 2 a 1 finalmente saiu para a equipe verde e preta.

A entrada de Neto Berola na partida foi surpreendentemente fundamental para o Coelho, que conseguiu trabalhar mais em velocidade. O próprio atacante foi quem assistiu França no gol de virada americano.

Jonatas Belusso quase marcou o terceiro gol do América-MG - na marca dos 41 minutos de segundo tempo - mas a bola passou ao lado direito do gol do Boa Esporte. Até o final do jogo o script da partida foi o mesmo. O Coelho  manteve a bola nos pés e não deixou que o ataque do time de Varginha agredisse sua defesa. Juninho ainda teve a chance de ampliar o placar, não fosse a ótima intervenção de Renan Rocha.

Com o resultado positivo, o América manteve a invencibilidade nesse ano e conseguiu uma vitória importante para seguir na cola dos líderes do campeonato mineiro. O Coelho chegou aos 18 pontos no torneio estadual. O Boa se manteve longe do G4, com os mesmos 8 pontos que iniciou a rodada.

VAVEL Logo