Deyverson se diz arrependido por conta de polêmicas: "Quero pedir desculpa ao Palmeiras"
(Foto: Cesar Greco/Divulgação/Ag Palmeiras)

Deyverson se diz arrependido por conta de polêmicas: "Quero pedir desculpa ao Palmeiras"

Com dias intensos, o atleta decidiu ficar no Palmeiras, apesar da proposta milionária da China

vv_cunha
Victor Cunha

Na última segunda-feira (25), o atacante Deyverson concedeu uma rápida entrevista coletiva, na Academia de Futebol do Palmeiras. O jogador tinha recebido uma proposta da China, onde receberia um salário muito maior e o Palmeiras receberia cerca de 51 milhões de reais. Mas ele decidiu ficar. O atleta vem sendo muito criticado por seus atos em campo, como a cuspida em Richard, no último dérbi, além de fora de campo, com um vídeo vazado onde brincava que estava se despedindo dos amigos para ir jogar no futebol chinês.

Deyverson começou a coletiva pedindo desculpas a todo os envolvidos em seus últimos atos: "Eu quero vir aqui pedir desculpa ao presidente, ao Palmeiras e aos torcedores do Palmeiras por algumas coisas que eu vim cometendo e não agradaram à essas pessoas que eu falei agora".

O atacante comentou sobre o vazamento do vídeo que enviou aos amigos: "É uma coisa chata. Esse vídeo surgiu de um grupo (de Whatsapp) que eu tenho com amigos, que eu tinha confiança, mas agora não tenho mais. Pensava que eram todos meus amigos, mas um deles fez com que o vídeo vazasse. Não foi um vídeo de agora, foi de um pouco antes, eu brincando com eles, despedindo deles, foi uma brincadeira não tão agradável para os torcedores. Meus amigos eu achava que iam tirar de letra, mas vazou".

"Sou um cara que devo muito ao Palmeiras, aos torcedores, pelas coisas que eu cometi. Eu conversei com a minha família e achei que o momento de sair o Palmeiras não era agora. Quero ganhar títulos aqui, trazer alegria para o torcedor, ser campeão brasileiro. Essas foram as coisas que pensei para não sair do Palmeiras agora", completou sobre querer ficar no Palmeiras.

Deyverson também contou que se desculpou com Richard e disse estar arrependido com tudo o que fez, além de revelar que está tendo ajuda psicológica dentro do clube: "É complicado né? Jogador vive de jogos e gols e eu, por um erro que eu cometi, com o Richard, que eu tive a oportunidade de ligar e pedir desculpas porque eu sei que o erro que eu cometi foi muito grave. Se eu disser pra você que amanhã não posso cometer outro erro, é mentira, pois somos humanos, passíveis de erros. Eu cometi bastante, me arrependi muito por esse ato. A minha família sofreu bastante com tudo isso, o Palmeiras também, assim como meus companheiros, porque sabem do meu caráter e da minha índole, do menino que eu sou, de bom coração, brincalhão, só que infelizmente acontecem coisas que a gente não pode voltar atrás. Se eu falar que não vou cometer erros de novo, é mentira, mas vou fazer o possível para melhorar. Vou fazer o possível pra melhorar. A psicóloga do Palmeiras está me ajudando bastante, e espero que essas coisas não se repitam".

Por fim, ele comentou sobre a proposta da China que havia recebido, além de falar sobre a confiança que Felipão deposita nele: "Surgiu um projeto de eu poder ir pra China, só que, na sexta-feira, o Felipão perguntou se ele poderia me inscrever na Libertadores, e eu disse que sim. Eu quando cheguei aqui fui muito criticado e dei a volta por cima. Acho que eu deveria sair pela porta da frente. Optei por ficar. Amo o Palmeiras, tenho um carinho enorme pela forma como me tratam aqui, como me acolheram. Claro que eles têm toda a razão em me punir pelo que eu fiz, não vou contra eles. O que eu fiz foi muito grave, e está certo o Palmeiras em me punir. Mas nunca faltou da minha parte dedicação e vontade de ajudar o Palmeiras. E isso não vai mudar nunca, minha forma de jogar vai continuar sendo a mesma".

VAVEL Logo