Após empate sem gols na estreia da Sul-Americana, Diniz elogia goleiro adversário: "Foi decisivo"
foto: Lucas Merçon/FFC

Após empate sem gols na estreia da Sul-Americana, Diniz elogia goleiro adversário: "Foi decisivo"

Mesmo com empate, Fernando Diniz também elogiou o Fluminense que teve dificuldades em superar a defesa adversária

luca-tremonti
Luca Tremonti

Em um jogo marcado pelas homenagens a Waldo, maior artilheiro da história do Fluminense e ídolo do clube, o Tricolor parou em Fernando Hurtado, e não conseguiu sair do 0 a 0, no Maracanã, contra o Deportivo Antofagasta, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. O jogo de volta no Chile só será no dia 21 de março e para se classificar o Flu vai precisar de um empate com gols ou uma vitória.

Mesmo jogando contra uma retranca forte e tendo uma superioridade enorme na posse de bola, o Fluminense deixou a desejar na conclusão das jogadas, mas foi elogiado pelo técnico Fernando Diniz.

"Eles vieram com uma proposta de se defenderem e se defenderam bem. No primeiro tempo tivemos mais dificuldade, e no segundo tempo o volume ofensivo foi maior. Conseguimos furar o bloqueio defensivo com mais facilidade. É sempre difícil produzir chances claras de gol contra um time que marca bem e em um espaço curto. Mas a equipe está de parabéns pelo que tentou, não desistiu."

O treinador também comentou sobre o sistema defensivo e a atuação do goleiro adversário.

"Era um jogo em que não podíamos nos lançar tão à frente, pois não é definida aqui a classificação. Se tomássemos um gol, com o gol qualificado, acabaria nos dificultando lá. No aspecto defensivo, na proteção do contra-ataque, a equipe foi quase perfeita neste sentido, e tivemos as nossas chances. O goleiro deles, talvez, tenha sido o melhor jogador da partida, foi decisivo." - comentou

Questionado sobre a arbitragem, Diniz preferiu não entrar em polêmicas.

"Os lances não dá para saber. Foram lances difíceis. O lance do suposto pênalti do no Yony foi muito longe de mim. Não sei se foi. E o lance do Digão era muito difícil de avaliar de onde eu estava. A confusão do fim foi uma falta feia no Luciano. Houve um princípio de confusão, mas nada mais grave. Não acho que a arbitragem tenha tido interferência no resultado. Acho que foi uma boa arbitragem." - afirmou

O Fluminense muda o foco novamente para o Campeonato Carioca. O clube entra em campo sexta-feira (1), contra o Resende, em Moça Bonita, às 16h (de Brasília), pela 2ª rodada da Taça Rio.

VAVEL Logo