1-0, min 12, Goulart. 2-0, min 23, Goulart. 2-1, min 55, Marcos Serrato. 3-1, min 58, Borja. 3-2, min 75, Morato.
Em primeiro jogo de Goulart como titular, Felipão afirma: "Não é centroavante"
(Foto: Divulgação/Ag Palmeiras)

Em primeiro jogo de Goulart como titular, Felipão afirma: "Não é centroavante"

Palmeiras bate o Ituano por 3x2, no Allianz Parque, em jogo marcado pela super estréia de Ricardo Goulart como titular, com dois gols e uma assistência para Borja, que desencantou.

barbara-mattana
Barbara Mattana

Com uma sequência de más atuações e muitos gols perdidos, Borja passou a ser muito contestado no ataque do verdão. Como se não bastasse, Deyverson também entrou para o time dos "sem confiança" da torcida -e do técnico- por seu mau comportamento em campo. Então, para muitos, Goulart poderia assumir a posição de centroavante da equipe.

Mas na noite desta quarta (27), em entrevista coletiva pós jogo, Felipão deixou claro que a posição não será prioridade para o jogador: "Não penso. Quando eu tiver o Deyverson, ele está inscrito na Libertadores, e agora passado o período de adaptação e de recondicionamento físico do Arthur, eu tenho atacante para jogar de centroavante. O Goulart não é centroavante, não é 9. Pode fazer uma pequena função em determinados jogos e minutos, mas não é função dele. Não vou usar nessa função. Pode ter certeza".

Mesmo sendo o destaque do jogo com dois gols e uma assistência, Felipão demonstrou ainda não estar 100% seguro com o joelho do jogador, que passou por um tratamento na região recentemente. Sobre isso, o técnico afirmou: "A gente tem que preservá-lo para determinados momentos. Hoje ele podia fazer esse esforço, como fez, e, amanhã, sábado e domingo eu tenho que ter um cuidado especial para que ele possa atuar no mínimo 45 minutos lá em Barranquilla. É uma questão ainda de recuperação do joelho."

Ainda sobre Goulart, Felipão não esboçou estar surpreso com a atuação do jogador: "Ele é assim. Participativo do meio pra frente, é um jogador de muita força, muita impulsão, qualidade...e é o que a gente esperava, a torcida esperava. Que ótimo que ele deu esse retorno à torcida hoje".

No jogo de hoje, a torcida palmeirense ficou na expectativa de ver Rafael em campo, mas, não foi dessa vez. "Ele teve poucas chances porque eu entendo que na posição que ele joga, que é pelo lado esquerdo, tem o Dudu, e o Dudu vem dando conta tranquilamente daquilo que eu desejo. No momento que eu achar que é interessante colocá-lo, eu vou colocá-lo. Ele tem treinado normalmente, faz o seu trabalho e espera uma chance", justificou o técnico.

Já Borja e Carlos Eduardo, não eram expectativa do torcedor mas foram realidade. E não adianta reclamar, o professor deixou claro: "Não me preocupo que a torcida se irrite. O jogador que pode errar é o que faz o gol no momento seguinte e é aplaudido. Tenho de me preocupar se está dando o máximo para a equipe, e o Borja estava dando. Conseguiu fazer o terceiro gol. Ele vem trabalhando bem e não tem o que cobrar, a não ser em determinados momentos que possa ter finalização melhor. Fez o gol, provavelmente fica mais satisfeito. O Carlos Eduardo tem de entrar jogando, eu tenho de fazer com que o torcedor entenda que é jogador do Palmeiras. Se não gostar não adianta nada. Pode não gostar, se o técnico colocar em campo o torcedor deve apoiar."

O que disse o destaque da partida no pós jogo:

Em entrevista cedida ao repórter Felipe Brisolla, do SporTv, na saída de campo, Goulart falou sobre sua estréia como titular: "Primeiramente agradecer a Deus pela oportunidade de voltar aos gramados, voltar a fazer o que eu amo. Foram dois meses difíceis, mas consegui voltar por cima ​​​​​. Agradecer ao grupo do Palmeiras, que me ajudou a estar aqui. Fico feliz pela movimentação, pelo meu desempenho, sei que falta um pouco mais de dinâmica. Fui feliz nos dois gols e pude ajudar na vitória. Fico feliz pelos torcedores me elegerem nessa noite (como o melhor da partida). Tem muita coisa ainda nessa temporada. Tinha oportunidade de finalizar (na assistência para o gol de Borja), mas achei melhor ajudar o meu companheiro. Ele foi muito feliz na finalização.  

O Palmeiras folga nesta quinta-feira, e Felipão afirma que "Carnaval para jogador de futebol é trabalho" Sendo assim, o time volta a campo na próxima quarta-feira (06) pela Libertadores, contra o Junior Barranquilla, às 21h30 em partida fora de casa.

MEDIA: 5VOTES: 5
VAVEL Logo