Visando premiação pela vitória, Avaí recebe Brasil de Pelotas pela Copa do Brasil
(Foto: André Palma Ribeiro / Avaí FC)

Visando premiação pela vitória, Avaí recebe Brasil de Pelotas pela Copa do Brasil

Quem se classificar à próxima fase encara o Vasco e recebe R$ 1,45 milhões

jullianapaulino
Julliana Paulino

Recebendo o adversário em casa, o Avaí duela contra o Brasil de Pelotas em busca da vaga na terceira fase da Copa do Brasil nesta quinta-feira (07). Quem passar, recebe R$ 1,45 milhão e enfrenta o Vasco. Em caso de empate, a partida será decidida nos pênaltis. 

Neste ano o time da capital catarinense conta com um retrospecto positivo dentro de casa, até agora são seis duelos, cinco vitórias e um empate. Invicto na Ressacada, o time marcou 14 gols e não sofreu nenhum. 

Apesar da má campanha no Campeonato Gaúcho, o Brasil de Pelotas vem apresentando bons resultados desde a chegada do novo técnico, Gustavo Papa. São três jogos, dois empates e uma vitória, além da saída da zona de rebaixamento no Gauchão. 

Na história do confronto, Avaí e Brasil-RS se enfrentaram 13 vezes até agora. Foram cinco vitórias do Avaí, cinco empates e três vitórias do Brasil de Pelotas. O Leão fez 23 gols e sofreu 21. 

Pela primeira fase da Copa do Brasil, o time Xavante empatou com o Atlético Tubarão fora de casa e levou a classificação. Já o Leão derrotou o Real Ariquemes com uma goleada de 4 a 1. 

Mas de acordo com o zagueiro Betão, do Avaí, esses números não geram tranquilidade para a equipe Azurra. 

“Como eles não têm muitas aspirações no estadual deles, com certeza o foco do Brasil-RS, será a Copa do Brasil e teremos que entrar ligados. É um time difícil e não podemos entrar com ansiedade na partida. Temos que estar ligados a todos os momentos”, afirmou o defensor.

Geninho, técnico da equipe catarinense, disse estar de olho no time gaúcho há alguns jogos, observando a maneira de jogar e evitando ter surpresas na partida desta quinta-feira (07). 

“É um time que muda um pouco de postura, às vezes marcam mais, ou vão mais à frente. Assim como foi contra o São José que criaram problemas jogando um pouco mais avançados, já contra o Tubarão vieram um pouco mais defensivos”, concluiu o treinador. 

Provável Avaí: Vladmir; Kunde, Betão e Ricardo; Alex Silva, Matheus Barbosa, Pedro Castro, João Paulo e Lourenço; Getúlio e Daniel Amorim. 

Provável Brasil de Pelotas: Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Leandro Camilo, Nirley e Pará; Leandro Leite, Sousa e Diogo Oliveira; Daniel Cruz, Branquinho e Michel.

VAVEL Logo