Corinthians e Santos protagonizam bom clássico, mas empatam sem gols em Itaquera
(Foto: Daniel Augusto/Agência Corinthians)

Corinthians e Santos protagonizam bom clássico, mas empatam sem gols em Itaquera

Partica foi marcada por muitas chances criadas e perdidas pelos dois lados

julixnnag
Julianna Gonçalves

O clássico alvinegro válido pela décima rodada do Campeonato Paulista foi bom, apesar do placar zerado. A partida entre Corinthians e Santos disputada neste domingo (10) na Arena Corinthians, em Itaquera, marcou um melhor desempenho do timão em grande parte do tempo, dificultando as jogadas de Sampaoli, mas sentiu a falta de um ataque matador. 

Completamente dominado no primeiro tempo, o Santos conseguiu crescer na etapa final, mas, junto do Corinthians, somou apenas um ponto na fase de grupos do campeonato, terminando a fase na liderança geral. 

Para garantir a classificação antecipada, o Timão precisava vencer, o que não aconteceu. Ainda assim, o timão continua muito perto da vaga. Com 15 pontos e líder do grupo C, o time do Parque São Jorge tem um ponto a mais que a Ferroviária e cinco a mais que o Bragantino e as duas próximas partidas são contra Oeste, em casa, e Ituano, como visitante. 

Já o Peixe, apesar de classificado, luta para terminar a fase de grupos na liderança geral. Em primeiro lugar, com 23 pontos, a equipe santista briga com o RB Brasil, que soma 21 pontos e contra o Palmeiras, que tem 19. Suas duas últimas partidas pela fase de grupos são contra Novorizontino, em casa, e Botafogo, em Ribeiro Preto.

Após um atraso de onze minutos no apito inicial devido a grande quantidade de papel picado que a torcida corinthiana havia disparado das arquibancadas durante a entrada dos times, a equipe de Itaquera se saiu melhor no primeiro tempo. O técnico Fábio Carille desenhou a equipe para que a marcação santista fosse forçada com os atacantes na saída, atrapalhando a tática de Sampaoli, que tinha colocado Alison como um terceiro zagueiro.

A tática de Carille funcionou e, completamente perdido no meio de campo, o Santos não conseguiu trocar passes e foi dominado pelo alvinegro paulistano que teve duas boas chances na primeira etapa: uma bola de Sornoza aos 11 minutos, em uma finalização de fora da área e outra de Danilo Avelar, que bateu com desvio em Pituca e uma defesa boa de Vanderlei aos 13 minutos.

O Peixe, no entanto, não conseguiu criar nada, uma vez que Rodrygo e Cueva estavam no banco. Jean Mota, ainda assim, tentou dois chutes, mas estes não levaram perigo algum a Cássio.

O segundo tempo, em contrapartida, mostrou um crescimento do Santos. Com Cueva e Rodrygo em campo, no lugar de Jean Lucas e Alyson, o peixe demonstrou mais qualidade no meio de campo e conseguiu armar mais jogadas.

Com o timão forçando a marcação mais à frente, Jean Mota desviou um cruzamento de Felipe Jonatan aos nove minutos e fez com que Cássio fizesse sua primeira boa defesa do Jogo. Aos vinte minutos, o Corinthians reagiu e, com Vagner Love no lugar de Pedrinho, Vanderlei foi obrigado a salvar uma bola cruzada do atacante.

Logo em seguida, Cássio assustou a fiel torcida ao errar uma saída de bola dentro da área, carimbando Cueva que aproveitou a deixa, mas errou o alvo. 

No final da partida, o Corinthians perdeu o fôlego e deixou o Peixe contra atacar. Um desses contra ataques foi o de Derlis González, que disparou e chutou cruzado aos 44, fazendo Cássio espalmar.

O próximo compromisso do Timão é contra o Ceará, em partida válida pela Copa do Brasil na quarta-feira (13). O Santos pega o Novorizontino em casa na sexta-feira (15), pelo Campeonato Paulista.

VAVEL Logo