Renato Portaluppi lamenta derrota do Grêmio dentro de casa: "Hoje não foi nosso dia"
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Renato Portaluppi lamenta derrota do Grêmio dentro de casa: "Hoje não foi nosso dia"

Treinador criticou rendimento do Tricolor após revés contra Libertad, pela Libertadores

carlos-borges
Carlos Borges

Grêmio e Libertad se enfrentaram pela segunda rodada da Copa Libertadores, pelo Grupo H, na última terça-feira (12). Mesmo jogando em casa, o Tricolor perdeu por 1 a 0 e se complicou na competição. O time conquistou apenas um ponto e pode terminar a rodada na lanterna da chave, caso a Universidad Católica derrote o Rosario Central.

Após a partida, em coletiva de imprensa, Renato Portaluppi criticou o rendimento de alguns atletas da sua equipe, mas não tirou o mérito do adversário pela vitória.

“O Grêmio não apareceu hoje. Ao longo da partida tentamos modificar uma coisa ou outra, mas hoje alguma peças não estiveram bem. Não tiramos o mérito do adversário em termos de marcação, mas já pegamos equipe superiores ao Libertad e furamos o bloqueio”, afirmou Portaluppi.

O treinador afirmou que a equipe não estava bem, mas ressaltou que tem muito pela frente e que o Grêmio tem mais de um sistema de jogo para reverter a situação delicada na competição.

“Hoje não foi nosso dia. Não estivemos bem, essa é a realidade. Jogaram por uma bola e acharam um contra-ataque, mas tem muito pela frente. Vocês acham que o Grêmio só tem um sistema, mas não”, ressaltou.

O técnico ainda disse que a equipe tentou reagir ao placar negativo, mas, por conta da má atuação, a equipe não conseguiu sair com o empate.

“Falei ao grupo que tem dia que é noite. Infelizmente não tivemos uma boa apresentação, não furamos o bloqueio do adversário. Tivemos bons e maus momentos. Tentamos mudar, reagir, buscar pelo menos um empate, mas, infelizmente, não conseguimos”, concluiu o técnico.

Para finalizar, Portaluppi justificou o termo “tem dia que é noite”, frase que definiu o jogo da sua equipe, e ainda destacou que acredita no poder de reação do time.

“Quando falo que tem dia que é noite foi o que ocorreu hoje. Não é o fim do mundo. Está todo mundo triste, mas sei a capacidade de reação deste grupo. Uma ou outra coisa que fizemos errado vamos corrigir, e vida que segue”, finalizou Portaluppi.

No final de semana, o Grêmio recebe o Internacional na sua arena, pelo Campeonato Gaúcho. A partida está marcada para o domingo (17) e está marcada para às 19h. Pela Libertadores, o Tricolor enfrentará a Universidad Católica apenas no dia 4 de abril, às 19h, no Estádio San Carlos de Apoquindo.

VAVEL Logo