Werley analisa poder de reação do Vasco e comenta vaias da torcida: “Culpa nossa”
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama)

O elenco do Vasco se reapresentou na tarde desta sexta-feira (15) para dar início aos trabalhos para o duelo contra a Cabofriense, pela Taça Rio, que ocorre no próximo domingo (17) em Cariacica, no Estádio Kleber Andrade. 

Werley falou com a imprensa em São Januário antes das atividades e comentou sobre as vaias da torcida na reta final do duelo da última quinta-feira (14) contra o Avaí, pela Copa do Brasil: “Isso é culpa nossa. A equipe vem bem, vem fazendo grandes jogos. Estamos invictos no ano. Acabou que a gente tomou um gol ali, a torcida deu uma chiada, mas faz parte do futebol. Torcida do Vasco cobra, mas apoia muito. O importante é a gente continuar crescendo, ganhando jogos, e a torcida comparecer. A gente sabe como é difícil ficar invicto por tanto tempo. Estamos trabalhando para dar alegria a eles”

Quanto ao poder de reação da equipe, que precisou buscar a virada, o zagueiro citou a frieza do grupo e lembrou o jogo contra o Flamengo, em que o Cruzmaltino teve que correr atrás do empate até o último minuto: “Muito importante (o poder de reação do time). Saímos atrás, mas a equipe foi fria e inteligente. Manteve um padrão de jogo, que o Alberto gosta bastante. Conseguimos empatar com o Flamengo e virar contra o Avaí. Isso mostra que estamos no caminho certo”

Consistente no ano, o defensor tem uma renovação de contrato encaminhada. Ele falou sobre conversas com diretor executivo de futebol do clube e disse que só falta acordar o tempo do vínculo: “Estamos conversando faz tempo. Está com o Alexandre (Faria) e o presidente. Tem vontade dos dois lados. Estamos conversando e espero que possamos resolver logo isso aí para focar dentro do campo. Falta acordar tempo de contrato. Tomara que defina logo”

Outros trechos: 

Segundo gol sofrido contra o Avaí

A gente sabe que seria uma excelente vantagem ter dois gols de diferença. Aquele gol não tira o brio da nossa vitória. A gente virou um jogo contra uma equipe de Série A, que vem muito bem dentro do seu campeonato. Infelizmente aconteceu (levar o segundo gol). Disse que faltou um pouco de tesão por causa disso. Pode acontecer também. Faz parte do futebol. O importante foi sair vencedor e jogar em Florianópolis com uma vantagem importante. Lá o Avaí vai ter que sair mais.

Evolução defensiva

Acredito que sim (há evolução). Tenho elogiado bastante nosso sistema defensivo. Em relação ao ano passado, mudou porque a gente consegue ter uma sequência. Ano passado tivemos lesões, o Valentim chegou num momento conturbado. O Alberto traz coisas do futebol italiano, que é muito forte defensivamente. A gente tem evoluído, ele cobra bastante neste aspecto. Tomando menos gols, você está mais próximo de vencer. 

Jogos contra times da Série A 

Dificuldade sempre é maior quando você pega um time de Série A. Todos os jogos que jogamos contra equipes de Série A nós não perdemos. Lógico que temos situações para melhorar e evoluir. Estamos no caminho certo. Brasileiro tá chegando. Uma equipe nunca é perfeita. Sempre precisa evoluir ofensivamente, taticamente, defensivamente. Importante é estar pronto na hora em que chegarem as decisões. 

Sequência da temporada

A gente analisa jogo a jogo, nem fica pensando muito nisso. O importante é que todo jogo tem sido uma decisão para nós. A gente vem jogo a jogo. Vemos nossos defeitos e virtudes e vamos evoluindo porque a dificuldade vai aumentar e precisamos estar fortes. Nosso objetivo é fazer um ano bem consistente. Domingo temos outra decisão, precisamos ganhar. Precisamos classificar, nosso objetivo é ganhar a Taça Rio para nos garantirmos na final do Carioca.

VAVEL Logo