"Lei do ex"? Jogadores reencontram antigos clubes no Clássico Vovô
Foto: Vitor Silva | SSPress | Botafogo

"Lei do ex"? Jogadores reencontram antigos clubes no Clássico Vovô

Clássico pela Taça Rio terá presença de jogadores que tiveram passagens marcantes pela equipe adversária; relembre trajetória

lucasoliveira
Lucas Oliveira

O Clássico Vovô acontece neste domingo, às 19h (de Brasília), no Maracanã, pela quarta rodada da Taça Rio. Se enfrentando pela primeira vez em 2019, Botafogo e Fluminense marcarão o reencontro de diversos jogadores com seus ex-clubes. No elenco alvinegro, há quatro jogadores com passagens pelas Laranjeiras: Diego Souza, CíceroCavalieri e Kieza. Já no tricolor, há três ex-alvinegros: Airton, Bruno Silva e Gilberto.

Relembre agora a passagem dos jogadores pelos antigos clubes:

Diego Souza

Revelado justamente pelo Fluminense, Diego iniciou sua carreira profissional em 2003. Na época atuava como segundo volante,  começou a se destacar pelo tricolor em 2004, sendo chamado para a Seleção Brasileira Sub-20. Em 2005 fez parte do elenco que foi campeão carioca e vice da Copa do Brasil para o Paulista de Jundiaí, até ser vendido ao Benfica, de Portugal.

Em 2016, Diego retornou ao Fluminense, mas a passagem foi bem mais rápida do que imaginava. Reestreou com passe para gol no empate por 3-3 com o Madureira. Nas duas partidas seguintes, Diego foi o grande destaque da equipe, com um gol e duas assistências, foi o principal jogador do time na vitória por 4-0 sobre o Tigres do Brasil, e teve uma atuação de gala na vitória por 4-3 sobre o Cruzeiro, no Mineirão, quando o atacante brilhou com 3 gols e uma assistência. Porém, as duas partidas seguintes, com derrotas pra Flamengo e Botafogo, culminaram na demissão de Eduardo Baptista, responsável pela contratação de Diego Souza.

Cícero

Após bela temporada no Figueirense, Cícero chegou ao Fluminense em 2007. No mesmo ano, já era titular da equipe e foi importante para a conquista da Copa do Brasil, a única na história do clube.  Em 2008, suas atuações ajudaram a equipe a chegar à final da Copa Libertadores da América.

Diego Cavalieri

Diego Cavalieri é considerado ídolo pela torcida do Fluminense. O goleiro defendeu o Tricolor por seis anos, sendo um dos protagonistas na conquista do Campeonato Brasileiro de 2012. Faturou também o Carioca do mesmo ano e a Primeira Liga de 2016. Deixou o clube forçadamente no fim de 2017 no polêmico episódio da lista de dispensas.

Kieza

O atacante chamou atenção do clube das laranjeiras após realizar bom Campeonato Carioca pelo Americano. Fez parte da campanha que culminou com o vice-campeonato da Sul-Americana em 2009 e livrou o time do rebaixamento no Brasileirão no mesmo ano. Ficou por lá até fevereiro de 2010, quando rescindiu o seu contrato e se transferiu para o Cruzeiro.

Gilberto

Gilberto cresceu no Botafogo, onde chegou com 15 anos de idade. Em 2011, após se destacar na base, estreou pelo time profissional aos 18 anos. Mas foi em 2013 que o lateral passou a ganhar mais chances na equipe principal do Alvinegro. Comandado por Oswaldo de Oliveira, fez parte do elenco campeão carioca e terceiro colocado no Brasileirão. Em 2014, Gilberto foi emprestado ao Internacional e retornou ao Glorioso em 2015: em julho, foi vendido à Fiorentina. 

Bruno Silva

Bruno Silva chegou ao Botafogo em 2016 após Willian Arão se transferir para o Flamengo. Depois de um ano de contestações, encerrou a temporada garantindo o time alvinegro na Libertadores de 2017, com o gol da vitória sobre o Grêmio na rodada final do Brasileirão. Ganhou destaque no glorioso em 2017, quando fez dupla com Airton e chegou às quartas de finais do torneio mais importante da América do Sul. Porém, encerrou a temporada envolvido em polêmicas com torcedores e foi para o Cruzeiro

Airton

Airton teve uma longa passagem de três anos pelo Botafogo. Chegou em 2014 emprestado pelo Benfica e assinou em definitivo no ano seguinte. Pelo Alvinegro, conquistou a Série B de 2015 e a Taça Guanabara do mesmo ano. Em 2017, fraturou o tornozelo direito. Ao fim do ano, não renovou com o clube. Assinou com o Fluminense no ano passado, tendo sido reserva de Richard. Este ano é titular no time comandado por Fernando Diniz.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo