Mesmo com derrota no clássico, Givanildo aprova desempenho do América-MG: "Fizemos uma boa partida"
Foto: Daniel Hott/América-MG

Mesmo com derrota no clássico, Givanildo aprova desempenho do América-MG: "Fizemos uma boa partida"

Experiente treinador americano ainda comentou sobre a expulsão de Matheusinho, que para ele fez toda a diferença para o resultado final da partida

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Após a derrota para o Atlético-MG por 3 a 2 em pleno Mineirão lotado e depois de perder a oportunidade de terminar a primeira fase do Campeonato Mineiro como líder da competição, Givanildo observou uma boa conduta de seus jogadores na partida, mesmo com o placar adverso.

Durante sua coletiva pós-jogo, ao ser perguntado sobre a derrota americana e se a expulsão de Matheusinho influenciou no resultado final da partida, o treinador afirmou:

“Não posso dizer que não atrapalhou. O jogo estava muito intenso, disputado bola a bola, então é claro que atrapalhou. Com o jogador a menos, é óbvio que eles passaram a dominar as ações do jogo.”

Avaliando o jogo do América-MG à parte da expulsão de seu jogador, o técnico americano ficou feliz com o que seus jogadores fizeram dentro de campo, tendo cumprido exatamente o que pediu.

“Acho que jogamos pelo menos por um empate. Fizemos muito bem (uma boa partida) e foi um bom jogo. [...] No primeiro tempo fomos até melhores. Ninguém quer perder… mas fizemos um bom jogo e mesmo assim perdemos.”

Abordado sobre como está a confiança do América-MG para jogar a última partida da fase inicial do estadual, Givanildo falou:

“A confiança está mais alta ainda. Foi apenas uma derrota na competição, e nela estivemos bem, encaramos de igual pra igual. [...] Agora nós temos que ganhar na quarta-feira (contra o Guarani), para esfriar a cabeça e avançar mais um pouco.”

No início do segundo tempo, mesmo com um jogador a menos, o Coelho foi superior nos primeiros quinze minutos. Para o treinador americano, seus jogadores entenderam no momento da preleção que tinham que jogar de igual pra igual com o Atlético e teriam tudo para fazer isso.

“Sempre que estávamos sem a bola tentamos voltar para marcar. Mas depois do momento da expulsão o jogo desandou. Num jogo desse, quando você fica com um jogador a menos o outro time cresce, e foi o que aconteceu. Nós fomos lá para trás.”

Em nenhum momento Givanildo disse ter sido surpreendido pelo time atleticano durante o jogo. Para o treinador do Coelho, os erros em detalhes foram preponderantes para a derrota no Mineirão, embora o América tenha feito uma boa apresentação.

“Até nos lances de bola parada nós vínhamos treinando muito durante a semana, mas alguém tem que errar… e quem errou mais no jogo fomos nós, e por isso a derrota. Mas pelo que apresentamos no jogo, nós fizemos uma boa partida.”

VAVEL Logo