Renato Portaluppi justifica time reserva no Gre-Nal: "Poderia perder jogadores importantes"
Renato Poratluppi na vitória contra o Internacional no último domingo (17). (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Renato Portaluppi justifica time reserva no Gre-Nal: "Poderia perder jogadores importantes"

Técnico justificou motivo de escalar equipe alternativa e ainda explicou situação de Diego Tardelli

carlos-borges
Carlos Borges

Grêmio e Internacional se enfrentaram, neste domingo (17), pela décima rodada do Campeonato Gaúcho. Em jogo realizado na Arena do Grêmio, o Tricolor venceu por 1 a 0, com gol de Leonardo, e se isolou na liderança da competição.

Em entrevista coletiva, Renato Portaluppi, treinador do Grêmio, justificou o motivo por ter escalado uma equipe reserva.

“Resolvi colocar um time reserva também. Se em um jogo como esse coloco minha equipe principal contra a alternativa do Internacional, poderia perder jogadores importantes na sequência”, disse Portaluppi.

O técnico ainda afirmou que se o Interacional decidisse jogar com os titulares também escalaria sua equipe principal, mas optou por reservas para evitar que seus jogadores sofressem alguma lesão.

“Se o Internacional viesse com o time principal, o Grêmio jogaria com os titulares. Não ia colocar meu time principal para jogar contra o alternativo deles", afirmou o técnico.

O treinador também não poupou elogios para Matheus Henrique, jovem que jogou de titular no Gre-Nal e fez um bom jogo.

“Esse garoto tinha muito a crescer (Matheus Henrique), não só ele, como o próprio Jean. Os ‘moleques’ estão pedindo passagem, só que, também, eles jogam em posições nas quais temos grandes jogadores. O importante não é ter um time, e sim um elenco, e o do Grêmio é muito bom. Não importa quem joga, o importante é que sempre dão conta do recado (os jogadores). Matheus Henrique, como falei para vocês, um garoto que tenho grande admiração, ele tem algumas características do próprio Arthur e é um jogador que tem nos ajudado bastante. Toda vez que coloco ele para jogar ele se destaca, como no Gre-Nal de hoje. É bom para o Grêmio e para o treinador ter várias opções”, ressaltou.

Portaluppi também explicou a situação de Diego Tardelli e o porquê não vem colocando o atacante no time titular.

“O que é perigoso é você colocar um jogador como ele (Diego Tardelli) não estando 100%, fazer um esforço a mais e ter uma lesão de estiramento. Converso com Tardelli diariamente e ele vai me dando as dicas de quanto tempo pode aguentar. Por isso será importante treinar um pouco mais, ou buscar o ritmo de jogo nas partidas. Essas coisas gosto muito de conversar com o jogador, e quem passa a confiança de quem pode jogar ou não são eles”, afirmou.

Para finalizar, o técnico do Grêmio disse que a decisão de escalar uma equipe reserva no clássico foi uma decisão tomada junto com o presidente e diretores do clube.

“Pensei muito com o presidente e a diretoria do clube, a decisão foi que poderíamos colocar nossos jogadores. Poderia não acontecer, mas o Grêmio poderia fazer um, dois, três, quatro, e o Inter, do outro lado, poderia achar que era provocação e começar a bater nos meus jogadores. Pensamos em tudo, poderíamos perder o jogo e acharem que nosso time está em crise”, finalizou Portaluppi.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo