Boa fase, medalhões e Portugal; Alex Telles dá sua primeira coletiva pela Seleção Brasileira
(Foto: CBF)

Boa fase, medalhões e Portugal; Alex Telles dá sua primeira coletiva pela Seleção Brasileira

leo_silva997
Leonardo José

Novato na Seleção Brasileira, o lateral Alex Telles concedeu sua primeira entrevista coletiva com o status de convocado. Dono da ala esquerda do Porto, o ex-gremista revelou sua admiração pelos comumente chamados para sua posição: Marcelo, Filipe Luís e Alex Sandro. Mas também ressaltou sua boa fase no clube português.

"Estou no melhor momento, tu falou de três fenômenos, tenho respeito imenso pela carreira deles, a história que têm. O Marcelo é um jogador em quem me espelho há muito tempo. O próprio Filipe também, e desejo melhoras a ele, espero que volte melhor e mais forte. O Alex Sandro passou pelo Porto também, são atletas de grandíssima qualidade e características diferentes."

Vale lembar, que o lateral-esquerdo revelado pelo Juventude em 2011 foi chamado para a vaga de Filipe Luís, que sofreu lesão na panturrilha em jogo pelo Atlético de Madrid. Marcelo, titular da lateral-esquerda, não vive bom momento no Real Madrid e ficou boa parte da atual temporada no banco madridista. Porém, agora, tornou à titularidade merengue com a volta de Zinedine Zidane.

Não sei se vou jogar, mas se acontecer uma estreia no Dragão eu ficaria muito feliz.

Sendo peça-chave do Porto na Champions League, Alex Telles comentou sobre a possibilidade de estrear pela Seleção no Estádio do Dragão, que pertence a seu atual clube.

"Não sei se vou jogar, mas se acontecer uma estreia no Dragão eu ficaria muito feliz. Ser chamado pela primeira vez no Porto é um gosto especial. São jogadores de altíssimo nível, creio que o público vai encher o estádio pelo fato de nem sempre haver jogos de seleção, a seleção brasileira é um espetáculo a mais. Tenho certeza que a casa estará cheia, será um privilégio."

Futebol português

Na coletiva, Alex também falou sobre a experiência de atuar no futebol lusitano e competitividade da liga local.

"Acredito num processo na carreira de um atleta. Já estive nas ligas italiana, turca e brasileira, e agora na portuguesa. Cada uma tem sua característica, algumas são vistas como maiores do que a portuguesa, mas ela tem uma disputa muito grande. Eu trabalho sempre para evoluir e me encontro muito bem aqui."

Demorou para ser convocado, Alex?

Em uma das perguntas, o lateral foi questionado se sua convocação tardou a ser feita, mas o atleta revelou que é coerente quanto a isso.

"Sou um cara de objetivos muito concretos e um deles era a Seleção. Em 2013, no Grêmio, eu era muito jovem, agora tenho experiência na Europa. Sou um cara coerente e sabia que na minha posição há jogadores de alto nível. A cada jogo a expectativa aumentava, o professor (Tite) é um cara muito coerente, escolhe os melhores. Graças a Deus chegou a chance, espero aproveitar."

Seleção italiana?

Como o gaúcho atuou, e bem, na Inter de Milão na temporada 2015/16, enquanto era emprestado pelo Galatasaray, havia a expectativa por parte da imprensa italiana que o brasileiro fosse chamado pela seleção do "país da bota". Alex revelou seu desejo.

"Se eu disser que não esperava ser chamado lá estarei mentindo, havia a possibilidade, mas a seleção brasileira sempre foi meu sonho, desde criança. Trabalhei há muito tempo, era meu principal objetivo de carreira. Estou muito feliz por estar aqui."

Quer ficar

Fechando a coletiva, Alex Telles disse sobre o sentimento da primeira convocação e a vontade de permanecer vestindo a camisa do Brasil.

"É muito difícil (chegar), passa um filme na cabeça. Todos nós que estamos pela primeira vez sabemos como trabalhamos para chegar a esse momento. Eles (outros jogadores) sabem melhor do que eu o que fazer para continuar, vou aprender agora. Mas se fui chamado com minhas características é porque tenho algo para demonstrar. O mais importante é não mudar."

VAVEL Logo