Flamengo bate Madureira e se classifica para as semifinais do Campeonato Carioca
(Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

Flamengo bate Madureira e se classifica para as semifinais do Campeonato Carioca

Rubro-Negro perdeu muitas chances, mas teve outra boa atuação e venceu o Tricolor Suburbano com muita facilidade; Gabigol marcou os gols da partida e se isolou na artilharia da equipe na temporada

rafalisboa
Rafael Lisboa

Na noite quente de terça-feira, o Flamengo venceu o Madureira por 2 a 0, e se classificou para a semifinal do Campeonato Carioca, assumindo também a primeira posição na classificação geral do torneio. A partida foi válida pela Taça Rio e o Rubro-Negro também assumiu a ponta do Grupo C, mas ainda não garantiu a classificação no turno.

Já o Tricolor Suburbano segue em 4º no Grupo B da Taça Rio, e na 10ª colocação na classificação geral, com um ponto a mais que o Americano, primeira equipe dentro da zona que leva para a Seletiva. Os gols da partida foram marcados por Gabigol, um em cada tempo no Maracanã.

Mal a bola rolou, o Rubro-Negro já criou uma grande chance: após cruzamento de Pará, Bruno Henrique cabeceou e Junior Lopes salvou em cima da linha, com menos de um minuto. Foi a primeira de impressionantes 32 finalizações do Flamengo na partida. Aos 4, Diego recebeu quase na pequena área, girou e teve o chute bloqueado.

Dois minutos depois, foi a vez de Arão tentar abrir o placar, mas a cabeçada saiu por cima do gol. Aos 11 minutos, o primeiro erro da arbitragem na partida: Após corte do camisa 5, Everton acertou em cheio a canela do volante e só levou cartão amarelo. A grande chance do Madureira na primeira etapa veio aos 17, quando Tássio subiu mais que todo mundo e Diego Alves fez grande defesa.

Após a parada técnica, Douglas cortou o cruzamento de Renê nos pés de Éverton Ribeiro, que rolou para Arão chutar no ângulo, mas Marcelo Alves também salvou em cima da linha. Dois minutos depois, Gabigol dominou na lateral da área mas acabou chutando por cima. Aos 31, após confusão na área, a bola sobrou para Éverton que chutou rasteiro e o goleiro tricolor fez mais uma grande defesa.

Na reta final da primeira etapa, Gabigol foi do inferno ao céu: aos 42, recebeu passe de Éverton Ribeiro e saiu na cara do gol, sozinho, mas parou em Douglas. Aos 45, não teve jeito, após pegar o rebote das finalizações de Diego e Arão (que também pararam no goleiro), o camisa 9 - em posição irregular - abriu o placar, 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Rubro-Negro quase ampliou aos 2, quando Diego cobrou falta venenosa e a bola tirou tinta da trave. Bruno Henrique, que não teve uma boa atuação, perdeu uma grande oportunidade aos 10, quando se atrapalhou ao não decidir se chutava ou tocava para Gabriel, e foi desarmado.

Quatro minutos depois, o camisa 27 recebeu de Diego na área, girou e bateu por cima. Aos 18, outro gol inacreditável perdido pelo camisa 9: Rodrigo Caio encheu o pé, Douglas espalmou e Gabigol escolheu o canto, mas tirou demais e a bola passou muito perto. Após a parada técnica, o Flamengo diminuiu o ritmo e só conseguiu chegar ao gol decisivo na reta final.

Aos 35, Gabigol recebeu no bico da grande área, encheu o pé e venceu Douglas, 2 a 0, marcando seu sétimo gol em 10 jogos pela equipe da Gávea, sendo o artilheiro do time em 2019. Após o gol, o Rubro-Negro ainda quase ampliou aos 41, quando Ronaldo recuperou a bola no campo de ataque, avançou e chutou colocado, muito perto da meta tricolor.

No fim, ainda deu tempo para o retorno de Juan, fora desde agosto após uma lesão grave, e para uma grande defesa de Diego Alves, na cabeçada de Luciano Naninho. Após o apito final, a torcida pode comemorar a classificação e mais uma boa atuação da equipe de Abel Braga.

VAVEL Logo