Parede, Sarrafiore e Guerrero; Odair Hellmann avalia estrangeiros do Inter
(Foto: Ricardo Duarte / Internacional)

Parede, Sarrafiore e Guerrero; Odair Hellmann avalia estrangeiros do Inter

Técnico também elogiou o restante da equipe e falou sobre a preparação dos jogadores para os próximos jogos

isabella-molina
Isabella Molina

O Internacional enfrentou, nesta quarta-feira (20), o Novo Hamburgo, no Estádio Beira-Rio. O Colorado venceu a partida por 2 a 0 e conquistou o segundo lugar na primeira fase do Campeonato Gaúcho. Os dois clubes, que já estavam classificados, se enfrentarão novamente nas quartas de final.

Odair Hellmann, comandante do Inter, concedeu entrevista coletiva após o término do jogo, e exaltou a postura dos jogadores na partida.

"Tenho que elogiar a postura da equipe, em um jogo que tinha aparentemente uma definição, mas que precisávamos jogar com seriedade e fazer bem a nossa parte. E foi o que fizemos. Parede foi mais um desses jogadores que fez bem a sua parte. Que é o importante. Mais uma vitória e, nesses jogos decisivos, o grupo está preparado, todo mundo teve oportunidade e tenho certeza que quem for iniciar vai dar as respostas."

Autor de um dos gols do Inter na noite, Guilherme Parede foi elogiado por Hellmann durante a coletiva.

“É um jogador que pode jogar nos dois lados do campo. Tem a capacidade de fazer o corredor, de fazer uma boa finalização. A gente trabalha para que ele busque uma finalização mais equilibrada, estamos trabalhando isso com ele. Ele tem um bom arremate de fora da área. Vem bem do Coritiba, cresceu aqui. Evoluiu e tem muito a desenvolver ainda. É um cara que treina muito forte, muito concentrado. A gente está muito feliz com a vinda dele e com a resposta que ele tem dado."

O técnico falou também sobre a preparação do time para os próximos jogos, tanto do Gauchão quanto da Copa Libertadores.

“Nós temos os dois jogos da Libertadores e das quartas de final. Esses estão certos. As semifinais, nós precisamos conquistar em campo, sempre respeitando o adversário. Dentro do planejamento, estamos preparados para o momento. Estamos preparados para o que acontece, para as lesões. Nós temos o Patrick e o Lindoso fora, o Nico retornando, os jogadores que sentiram alguma coisa hoje. Você sempre tem que estar preparado para o momento. O mais importante foi o uso do grupo, as oportunidades para todos os jogadores e, quem for jogar, vai estar preparado para o jogo."

E Sarrafiore?

O treinador comentou sobre a evolução de Sarrafiore e as oportunidades que o atleta vem conseguindo no time.

“É um jogador do grupo, evoluiu do ano passado para cá. É um jovem que está recebendo a oportunidades e fez por merecê-las. Mas é um jovem que tem uma função de meia e, nessa função, temos muitos jogadores. O mais importante foi o crescimento dele, a evolução dele, para que ele possa continuar recebendo oportunidades e seguir correspondendo bem, disse.

E a preparação do peruano?

Hellmann afirmou que Guerrero está, fisicamente, pronto para jogar, mas que o emocional pode acabar atrapalhando.

“Claro que estamos fazendo uma preparação para que ele esteja o mais preparado possível para quando estiver apto a jogar. Mas uma coisa é treinar e outra coisa é jogar. Então, por melhor preparado fisicamente que ele possa estar, daqui a pouco a parte emocional tira um pouco a parte física. Acho que o primeiro jogo vai ser para tirar o peso de ter ficado parado. A gente vai ver qual vai ser a opção de usá-lo. Mas, fisicamente, ele está apto a jogar sim."

O comandante do Internacional ainda opinou sobre o trabalho de Bolívar como técnico.

“Bolívar está buscando a qualificação. Já trocamos algumas conversas, sempre com possibilidade de conhecimento, de troca de experiências. Ele está querendo seguir forte nessa carreira. Está fazendo um bom trabalho no Novo Hamburgo. A equipe dele é muito organizada, coloca a bola no chão, propõe o jogo."

Odair encerrou a entrevista falando sobre a movimentação de Sobis.

“Para nós, o Sobis é nove. Daí, dentro da característica dele, ele tem liberdade para se movimentar e sair. Mas a gente quer que ele trabalhe a situação da jogada e vá para dentro da área para ser mais um jogador de finalização."

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo