Com alterações, Seleção Brasileira encerra preparação para Copa América contra República Tcheca
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Com alterações, Seleção Brasileira encerra preparação para Copa América contra República Tcheca

Casemiro permanece como capitão e Tite irá fazer seis alterações em relação ao último amistoso; Tchecos reencontram o Brasil após 21 anos

izabellefranca
Izabelle França
República TchecaPavlenka; Kaderábek, Celustka, Kalas e Novák; Soucek, Pavelka, Masopust (Darida) e Selassie; Vydra (Jankto) e Skoda (Schick).
BrasilAlisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro; Allan, Paquetá, Coutinho e Richarlison; Firmino.

De olho na Copa América, a Seleção Brasileira irá fazer o último teste diante da República Tcheca, na tarde desta terça-feira (26), às 16h45 (de Brasília), em amistoso realizado na Eden Arena, na cidade de Praga.

O técnico Tite irá propor seis mudanças, em relação a equipe que empatou por 1 a 1 com o Panamá. Para encarar os Tchecos, o ataque foi mantido. Contudo, a defesa foi reformulada e o meio-campo sofre uma alteração. 

Seleção muda e Casemiro permanece com a braçadeira de capitão

Após ser o capitão diante do amistoso contra o Panamá, o volante Casemiro ficará com a faixa pela segunda vez consecutiva. Apesar de um duelo abaixo do esperado contra a seleção da América Central,  jogador do Real Madrid reforçou que o Brasil está em renovação e que tos querem fazer o melhor.

"Estamos num processo de renovação ainda. Estão vindo jogadores novos. O professor está dando oportunidade para todos. Tenho certeza que o torcedor brasileiro quer que o Brasil jogue bem. Que o Brasil faça o que fez nas eliminatórias e na Copa. Se ganhar ou perder é uma outra consequência. O importante é jogar bem. Fazer o melhor e querer jogar bem sempre".

Para o último jogo antes da Copa América, Tite mudará toda a defesa e colocará Allan no lugar de Arthur, no meio-campo. Dessa forma, a Seleção Brasileira entra em campo com: Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro; Allan, Paquetá, Coutinho e Richarlison; Firmino.

De acordo com o treinador, a defesa já estava acertada, mas é preciso repetir algumas peças para manter a linha de raciocínio.

"A linha de quatro com o Alisson já estava montada. O processo ofensivo de criação é mais difícil de acontecer, precisa de improviso, saber os movimentos, mas esse é o momento de dar oportunidade ao Allan, que tem característica diferente. De repetir Coutinho e Paquetá, Firmino, Richarlison. Para manter certa coerência".

Após sofrer goleada, xencara o Brasil após 21 anos

Na sexa-feira (22), a República Tcheca levou uma goleada de  5 a 0 , para a Inglaterra, pelas eliminatórias da Eurocopa 2020. O próximo desafio será contra o Brasil, no  Eden Arena, em Praga. O último encontro ocorreu há 21 anos, no qual, a camisa canarinho venceu por 2 a 0 pela semifinal da Copa das Confederações de 1997, na Arábia Saudita.

Tentando evitar mais um passeio, o treinador Jaroslav Silhavy declarou que a seleção brasileira é a favorita do confronto, porém, reforçou estar preparado para o que vier.

"O Brasil tem muitos grandes jogadores, tem muita força e respeito. Será difícil cometer erros ao pressioná-lo, é possível que o adversário nos empurre na defensiva e tenhamos que jogar lá. Mas é claro que queremos ser ativos e acredito que somos capazes disso".

Provável escalação da  República Tcheca: Pavlenka; Kaderábek, Celustka, Kalas e Novák; Soucek, Pavelka, Masopust (Darida) e Selassie; Vydra (Jankto) e Skoda (Schick).

VAVEL Logo