Análise: Vasco peca em contra-ataques e desatenção custa título da Taça Rio
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)

Análise: Vasco peca em contra-ataques e desatenção custa título da Taça Rio

Cruzmaltino sofreu gol aos 48 minutos do segundo tempo e foi derrotado nos pênaltis

yannrodrigues
Yann Rodrigues

Não foi a melhor tarde, do último domingo (31), para o Vasco. Depois do empate por 1 a 1 no tempo normal, o Gigante foi derrotado nos pênaltis pelo rival Flamengo e acabou com o vice-campeonato da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca

Um momento de desatenção aos 48 minutos da etapa final, quando a equipe de Alberto Valentim ganhava por 1 a 0 e conquistava o título, custou a taça ao apito final de Rodrigo Nunes de Sá. O próprio treinador assumiu o erro e a falta de precisão nos contra-ataques, quando vencia o duelo. 

O primeiro tempo foi equilibrado, mas só o Rubro-negro criou. Logo aos 9 do segundo, Tiago Reis completou cruzamento de Danilo Barcelos e explodiu a massa vascaína. O gol deu certo conforto ao Cruzmaltino, que só precisava ser letal em algum contra-ataque que viria a aparecer. 

As chances apareceram com Rossi, Bruno César, Thiago Galhardo, mas o excesso de preciosismo ou falta de pontaria dos jogadores de frente do Alvinegro atrapalharam o que poderia ser um título tranquilo e sem drama. 

O Flamengo abafava, tentava de qualquer maneira. Aos 48, uma pane geral na zaga do Vasco fez a diferença. Rodinei cobrou o lateral para Bill rápido, no fundo. O jovem recebeu livre e cruzou sem ser incomodado. Muito desatenta, a defesa da equipem de São Januário viu De Arrascaeta entrar com liberdade e cabecear no ângulo de Fernando Miguel, forçando assim a decisão por pênaltis. 

Na decisão, Fernando Miguel chegou a brilhar e defender o de Rodinei, mas Rossi bateu para fora, Tiago Reis parou em excelente defesa de César e Werley isolou a última cobrança que confirmou o título do rival.

VAVEL Logo