Com vantagem do empate, Atlético-MG recebe Boa Esporte pelo Campeonato Mineiro
Divulgação: Bruno Cantini/Atlético-MG

Com vantagem do empate, Atlético-MG recebe Boa Esporte pelo Campeonato Mineiro

Após uma primeira partida bastante atordoada pelo VAR e marcada pela expulsão de Zé Welison, Atlético procura ir para cima no Mineirão e chegar à decisão com tranquilidade

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Depois de uma “sofrida vitória” por 3 a 2 contra o Zamora em partida válida pela Copa Libertadores, o Atlético procura virar a chave e só pensa em buscar uma vitória no Mineirão contra o Boa Esporte, às 16h deste domingo (7). Se avançar, a equipe alvinegra se garantirá entre os dois melhores do Estadual pela 13ª vez consecutiva, na terceira maior sequência da história da competição.

Para isso, o Atlético-MG precisa de um simples empate. O primeiro duelo, em Varginha, terminou sem gols. Com o 0 a 0 no placar, o Galo tem a vantagem do empate por ter feito a melhor campanha na fase de classificação.

O Galo divulgou, nesta sexta-feira, uma parcial de ingressos vendidos para a partida contra o Boa Esporte. Até o momento, 32,675 bilhetes já foram adquiridos pela torcida atleticana.

A partida terá marcará números interessantes para o torcedor alvinegro. O goleiro Victor, um dos maiores ídolos da história do clube, completará 400 jogos com a camisa do Atlético-MG. Nesses 399 jogos, estão 194 vitórias, 105 empates e 100 derrotas, além de 418 gols sofridos.

Levir Culpi falou sobre a partida de volta entre as duas equipes, dizendo que é impossível evitar qualquer comparação:

"O Atlético é um time de investimento muito maior, com jogadores de alta qualidade e que tem uma obrigação de ter resultado positivo contra o Boa. É uma questão de respeito e uma questão de necessidade também. É uma oportunidade de o time se encaixar", disse o treinador atleticano.

Com a ausência de Zé Welison, expulso no primeiro confronto, o treinador contará com um reforço importante: o retorno de Adilson para o time titular. Com isso, o Atlético deverá ter em campo: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson, Elias, Luan, Cazares e Maicon Bolt; Ricardo Oliveira.

Já o Boa Esporte encerrou preparação para tentar um feito inédito no Campeonato Mineiro, já que o clube de Varginha pode chegar à final do estadual pela primeira vez em sua história.

Cesinha deve escalar o Boa com força máxima no confronto e poderá escalar o mesmo time que enfrentou e empatou com o Atlético no último sábado, com Renan Rocha; Chiquinho Alagoano, Fernando Fonseca, Ferreira e Tsunami; César Sampaio, Claudeci e Edenilso; Jayme, Kaio Cristian e Gustavo Henrique.

VAVEL Logo