Odair vibra com classificação antecipada do Internacional: “Campanha muito boa”
Ricardo Duarte/ SC Internacional 

Odair vibra com classificação antecipada do Internacional: “Campanha muito boa”

Após a vitória sobre o Palestino, o Colorado já garantiu sua vaga na próxima fase da Libertadores e o técnico fez uma análise do jogo e do adversário 

leticia-denadai
Leticia Denadai

O Internacional recebeu, na noite desta terça-feira (9), o Palestino pela Libertadores. Com um jogador a menos, já que Parede foi expulso no segundo tempo, o Inter venceu por 3 a 2 e já se classificou para as oitavas de final da competição. 

Depois do jogo, o técnico Odair Hellman concedeu entrevista coletiva. Ele se mostrou feliz com a classificação antecipada, já que o Inter acabou sendo a primeira equipe a conseguir a vaga. 

"A classificação é motivo de muita felicidade. Não se tinha (de fora) essa análise em relação ao nosso time e conseguimos com dois jogos de antecedência. O primeiro clube já classificado para as oitavas. Isso temos que valorizar, uma campanha muito boa, parabéns ao grupo. Estamos na final do Gauchão, classificados na Libertadores. Então, todos estão de parabéns. E parabéns também ao torcedor, que tem nos ajudado muito.”

Depois, ele falou sobre o primeiro tempo da equipe: "Foi um primeiro tempo de domínio total nosso. Poderíamos até ter feito o terceiro, o quarto, criamos para isso, tivemos uma pressão muito forte. Acabamos sofrendo o gol. E o árbitro não deu um gol legítimo (de Nico López, anulado por impedimento), que seria o 3 a 1. Daí volta para o torcedor, e para todos nós, a situação do River.”

Em seguida elogiou a postura na segunda metade da partida, mesmo levando o empate: "No segundo tempo, conversamos para manter a pressão alta, mas eles conseguiram empatar. Nos 10 ou 15 minutos seguintes, ficamos fora do jogo. Eles até não criaram, mas nós não jogamos o nosso jogo. Quando aconteceu o gol, que passou o susto, colocamos de novo a bola no chão, aparecemos para jogar, criamos volume. Mudamos o time taticamente, fizemos uma variação. O grupo teve maturidade e competência. Fizemos o terceiro e poderia ter vindo o quarto, e até mais. No todo, o time fez um grande jogo. E o susto nos traz experiência e maturidade para não deixarmos acontecer mais.”

Veja mais da coletiva:

Sobre a arbitragem

Aí o juiz não dá falta nenhuma. A falta que tem que dar no Guilherme, não dá no Parede, dá contra o Parede. E ainda expulsa o jogador.

Sobre o adversário

Acho que isso faz parte. A gente tem que lembrar também que do outro lado tem um adversário com estratégia. A outra coisa que se precisa chamar atenção é para o fato do Palestino não ter perdido fora de casa na Libertadores ainda. É um time que, dentro do campo, não desiste, joga um jogo de muita qualidade. Eles fizeram muito bem a marcação. É um jogo que a todo o tempo você está sendo testado dentro de campo. Bom que conseguimos sair com a vitória.

Sobre o restante da fase de grupos

São dois jogos fora de casa. Queremos testar estratégias, são jogos importantes para nós. Mas lá na frente, porque agora temos duas finais.

Sobre o Rodrigo Dourado

O Rodrigo, a gente precisa esperar. Ele sentiu logo no início do jogo, foi tentando jogar e não deu. Temos que esperar e torcer para que não seja nada sério.

Sobre o Edenilson

Acho que a gente chegou até aqui porque a gente teve um planejamento e conseguiu atingir o objetivo. Mas agora temos duas finais e temos que observar. Talvez ele fique fora, até por outro motivo. Na Libertadores, nós queremos melhorar a pontuação. Se possível, a melhor pontuação da primeira fase (fase de grupos). São dois jogos que focaremos juntos mais para frente, depois das duas.

MEDIA: 4VOTES: 1
VAVEL Logo