Em jogo tenso, Botafogo-PB vence Nacional fora de casa e encaminha classificação para a final do Paraibano
Foto: divulgação/Botafogo-PB

Em jogo tenso, Botafogo-PB vence Nacional fora de casa e encaminha classificação para a final do Paraibano

Expulsão, invasão de dirigente e virada alvinegra marcaram a partida no sertão do estado; equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo

rafaelalvesgomes
Rafael Alves

O Botafogo-PB venceu, na noite desta quarta-feira (10), o Nacional-PB por 2 a 1 numa partida tensa no estádio José Cavalcanti, em Patos, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paraibano. Ranieri marcou para os donos da casa. Marcos Aurélio e Dico fizeram os gols da virada alvinegra.

Com o resultado, o Botafogo-PB pode avançar para a decisão com qualquer empate no jogo da volta, que acontece no próximo domingo (14), às 17h, no estádio Almeidão, em João Pessoa. Para reverter o cenário, o Nacional precisa vencer por dois ou mais gols de diferença e, além disso, tirar a invencibilidade do Belo neste ano jogando em casa.

Expulsão e tensão

Jogando em casa, o Nacional partiu pra cima do Botafogo-PB e iniciou o primeiro tempo sendo superior ao Alvinegro da Estrela Vermelha. Assim, o gol não demorou a aparecer. Aos 13 minutos, Birungueta cruzou e Ranieri, sem marcação, subiu e cabeceou para abrir o placar e colocar o Canário do Sertão em vantagem.

A partida ganhou um contorno de tensão aos 21 minutos. Birungueta cometeu falta em Clayton, que partia em direção ao gol defendido por Geffson. Marcelo Aparecido de Souza deu cartão vermelho direto ao lateral-direito do Nacional. A expulsão do jogador deu início a uma grande confusão. Além dos atletas do Canário, um dirigente do clube sertanejo invadiu o gramado para protestar contra a decisão do árbitro. Após cinco minutos de paralisação, a bola voltou a rolar.

Aproveitando-se da vantagem numérica em campo, Evaristo Piza tirou o volante Wellington Cézar e colocou o atacante Dico no jogo. Antes do encerramento da primeira etapa, o Botafogo-PB chegou ao empate. Marcos Aurélio cobrou falta direto para o gol, a bola desviou na barreira do Nacional, enganou o goleiro Geffson e terminou nas redes.

Virada alvinegra

O segundo tempo começou equilibrado, mas, apesar de ter um jogador a menos, foi o Nacional que teve a primeira chance mais perigosa. Aos 15 minutos, Fábio Neves recebeu de Isaías, bateu firme e a bola tirou tinta da trave direita do goleiro Saulo.

O Botafogo-PB cresceu a partir dos 20 minutos, quando Nando teve uma boa chance defendida pelo goleiro do Nacional. Pouco tempo depois, a virada aconteceu. Marcos Aurélio recebeu e tocou para Dico. O camisa 11 dominou na entrada da área e acertou um lindo chute, sem chances de defesa para Geffson.

Antes do término da partida, o Nacional ainda buscou o gol de empate, mas não obteve sucesso nas finalizações. O Botafogo-PB, por sua vez, administrou o resultado e segurou a vitória até o apito final.

VAVEL Logo