Atlético-MG sai na frente, mas sofre goleada do Cerro Porteño e se complica na Libertadores
Foto: Divulgação/Atlético-MG

Atlético-MG sai na frente, mas sofre goleada do Cerro Porteño e se complica na Libertadores

Galo marca logo no início, mas sofreu quatro gols no primeiro tempo e fica em situação difícil para se classificar às oitavas de final

izabellefranca
Izabelle França

O Atlético-MG perdeu por 4 a 1 para o Cerro Porteño, na noite desta quarta-feira (10), pela 4ª rodada do Grupo E da Copa Libertadores, no Estádio General Pablo Rojas, no Paraguai. O gol alvinegro foi marcado por Ricardo Oliveira. Enquanto isso, Víctor Cáceres, Fred Carrizo, Acosta e Larrivey ampliaram para o Azulgrana.

Domínio paraguaio 

Os donos da casa tomaram a iniciativa logo no começo da partida. Escobar cruzou fechada na direita, a bola passou raspando na trave. Aos 6', Adilson errou o passe, Villasanti aproveitou e arrematou dentro da área, o volante se recuperou e mandou para escanteio.

Quatro minutos depois, o Galo apareceu ao ataque. Bolt partiu em velocidade, arrematou de longe e Muñoz segurou. Contudo, o Azulgrana rondando o campo ofensivo e o visitante apostando nos contra-ataques. Ao 18', uma rápida descida ao campo adversário, Ricardo Oliveira tentou o passe, a zaga cortou. Luan conseguiu recuperar e cruzou rasteiro para o camisa 9 escorar para o fundo das redes. 1 a 0.

Logo depois, o Cerro encurralou o alvinegro, mas encontrou dificuldades de encontrar espaços. Leonardo Silva saiu errado e cometeu falta em Villasanti. Aos 30', Acosta cobrou por baixo da barreira, tirou Victor e deixou tudo igual.

Para a alegria da torcida presente, a virada não demorou e saiu nos pés de Fede Carrizo. Aos 33', Carrizo tabelou com Villasanti, que bateu colocado, sem chances para o goleiro. Após o tento, o Atlético ficou sem reação na partida. Fábio Santos tentou sair jogando, Víctor Cáceres roubou, driblou Igor Rabello e finalizou. 3 a 0.

Com vários erros da defesa atleticana, a equipe da casa administrou o jogo e ainda conseguiu fazer mais um tento. Na reta final do primeiro tempo, Victor trombou em Igor Rabello.  Sem marcação, Larrivey ficou com a bola e escorou para o gol.

E agora?

O Cerro Porteño é o líder do Grupo E, com 12 pontos. Já o Atlético-MG soma 3 e ocupa o terceiro lugar. Para continuar sonhando em uma possível classificação, o time mineiro precisar vencer todos os jogos e torcer pelo tropeço do segundo colocado, Nacional-URU, com 9.

VAVEL Logo