Levir Culpi aposta na classificação do Atlético-MG e alivia derrota na Libertadores: "Sujeitos a falhar"
Foto: Bruno Cantini / Atlético

Levir Culpi aposta na classificação do Atlético-MG e alivia derrota na Libertadores: "Sujeitos a falhar"

Técnico comentou que quem não acredita no Alvinegro nem precisa comparecer ao duelo contra o Cruzeiro

izabellefranca
Izabelle França

A vida do Atlético-MG na Copa Libertadores anda complicada. O time perdeu por 4 a 1 para o Cerro Porteño, na noite desta quarta-feira, no Estádio General Pablo Rojas, pela 4ª rodada do Grupo E. O resultado deixa o alvinegro na terceira posição, com 3 pontos - seis de diferença para o segundo colocado, Nacional-URU.

O treinador Levir Culpi argumentou que os gols sofridos não foram falhas na defesa. Segundo ele, o Azulgrana estava inspirado e a bola entrou.

"Eu não digo inadmissível, porque nós estamos dentro do campo, estamos sujeitos a falhar. Mas, na verdade, nos quatro gols não foram falhas ridículas do sistema defensivo nem nada. Você tem um adversário também.  Os caras tiveram méritos também no resultado. O nosso primeiro gol, por exemplo, como saiu o nosso primeiro gol. Eles precisavam vencer, mas nós saímos na frente. Então, saímos de lá da mesma forma, só que eles estavam em uma noite mais iluminada e a bola entrou. Então, não há muito mais do que lamentar”, explicou.

O comandante expressou que acredita na classificação para às oitavas de final. O ex-jogador comentou possui jogadores capacitados para reverter a situação.

“Quem é que não acredita no Atlético? Quem não acredita no Atlético nem precisa ir ao jogo contra o Cruzeiro. Então, temos que ir com vontade de reverter uma situação, que é muito difícil. O Atlético vai entrara em campo e, tecnicamente, temos jogadores para reverter uma situação. Não seria nem esse o caso, pois estamos com vantagem no Campeonato Mineiro, o que é uma coisa muito difícil de conseguir. Conseguimos com esse elenco, já jogamos contra eles também, então, porque não é possível vencê-los? Temos que entrar com esse pensamento, o time precisa ter essa cabeça. Esses resultados podem acontecer, fazem parte do futebol. Quem não souber controlar isso, não consegue trabalhar com futebol”, concluiu.

O Atlético-MG encara o Cruzeiro no domingo (14), pela primeira partida da final do Campeonato Mineiro.

VAVEL Logo