Lateral da Chapecoense, Eduardo é alvo de racismo por torcedor do Criciúma
(Foto: Sirli Freitas / Chapecoense)

Lateral da Chapecoense, Eduardo é alvo de racismo por torcedor do Criciúma

Jogador foi chamado de macaco após a vitória do time alviverde pela Copa do Brasil

jullianapaulino
Julliana Paulino

A noite poderia ser perfeita para todos os jogadores da Chapecoense: time recebeu a aprovação da torcida pela atuação, ganhou por 2 a 0 e passou de fase na Copa do Brasil, mas o fato que ocorreu ainda na noite desta última quarta-feira (10), abalou profundamente o jogador Eduardo, que foi alvo de racismo.

Quando já estava saindo de campo e se preparando para dar uma entrevista ao repórter Tadeu Costa, da rádio Vang FM, Eduardo alega ter sido chamado de macaco por um torcedor carvoeiro. Ao ouvir, ele perguntou se estava mesmo sendo chamado assim, alguns torcedores ao redor repudiaram a ação, mas não interviram. 

O jogador afirma ter respondido ao torcedor por estar de cabeça quente no momento, e foi novamente xingado por outras pessoas, então acabou descendo para os vestiários. O atleta ainda conta que um policial militar presenciou o acontecido, mas não interviu. Eduardo não registrou boletim de ocorrência e o fato também não foi relatado em súmula pelo árbitro da partida Leandro Vuaden.

"Fala para o torcedor que me chamou de macaco que a gente está na Copa do Brasil e passou por eles", disse o atleta. 

VAVEL Logo