Recordar é viver: com goleiro de costas, Atlético-MG atropela Cruzeiro  no estadual de 2007
Foto: Divulgação/Cruzeiro

Recordar é viver: com goleiro de costas, Atlético-MG atropela Cruzeiro no estadual de 2007

No primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro do 2007, Atlético goleia o Cruzeiro e coloca uma mão na taça

dantonmartins
Danton Campos

A história do confronto Atlético e Cruzeiro se deu em 1921 e de lá pra cá foram 507 jogos, com 204 vitórias do Atlético, 168 vitórias do Cruzeiro e 135 empates. Ao todo foram 719 gols do Atlético e 640 do time celeste.

Antigamente, os times não tinham essa rivalidade tão grande que vemos hoje. Foi a partir de década de 50 que as partidas entre as equipes começaram a ganhar alguns maiores requintes de rivalidade, que foi ainda mais fomentada com a divisão da taça do Campeonato Mineiro de 1956.

Em 2007, as equipes se encontraram na final do Estadual. A primeira partida foi um verdadeiro massacre atleticano, vitória por 4 a 0 e uma mão na taça, que foi concretizado na semana seguinte, mesmo com uma derrota atleticana por 2 a 0.

No dia 29 de abril, data do primeiro jogo da final, o Atlético foi fulminante no segundo tempo, o que possibilitou uma boa vantagem para o segundo jogo da final. Uma curiosidade da partida foi no quarto gol atleticano, quando Fábio ainda reclamava do lace do terceiro gol e estava de costas para o campo de jogo, e Vanderlei empurrou a bola para o gol sem o goleiro celeste ver, decretando o 4 a 0 no placar.

O Galo começou bem a partida e quase abriu o placar duas vezes no primeiro tempo. Na primeira oportunidade, o zagueiro Marcos acerta o travessão. Já na segunda, Éder Luis dribla Fábio, mas não consegue fazer o gol. Ainda no primeiro tempo, Gladstone faz falta em Danilinho que sairia na cara do gol e é expulso.

No segundo tempo a espera demora menos de um minuto. Danilinho manda para Éder Luis na área, que completa de cabeça e abre o placar. O time alvinegro continua em cima e criava várias oportunidades de gol, e ele ficava mais próximo a cada chance perdida.

Aos 37, Danilinho toca por cima de Fábio e completa do outro lado, empurrando para um gol sem goleiro. 2 a 0 no placar. Logo em seguida, Bruno derruba Danilinho e é expulso, a segunda do time celeste. Aos 43, pênalti em Marcinho. Ele mesmo cobra para fazer o terceiro. Na saída de bola, o Atlético recupera a posse e Vanderlei só empurra para o gol com o goleiro Fábio de costas. 4 a 0 e goleada atleticana.

Com o resultado, o Atlético pôde perder a segunda partida por 2 a 0 e mesmo assim se sagrou campeão do Campeonato Mineiro de 2007.

VAVEL Logo