Finalistas em 2018, Chapecoense e Figueirense disputam vaga em nova decisão do Catarinense
Foto: Márcio Cunha / Chapecoense 

Finalistas em 2018, Chapecoense e Figueirense disputam vaga em nova decisão do Catarinense

Chape busca revanche pelo último ano, quando Figueira buscou título na Arena Condá

jullianapaulino
Julliana Paulino

A tarde deste domingo (14), será de decisão em Santa Catarina. Os finalistas serão decididos simultaneamente, enquanto a Chapecoense entra em campo contra o Figueirense, o Avaí duela contra o Criciúma pela vaga na final. Jogos marcados para às 16h no horário de Brasília. 

Em disputa acirrada desde o início do estadual, Chape e Figueira se revezaram no topo da tabela e se encontram agora para medir forças na semifinal. Neste ano, dois empates entre os rivais no Catarinense: 0 a 0 na Arena Condá, e 3 a 3 no Orlando Scarpelli.

As equipes também se enfrentaram na final do Catarinense no ano passado e quem levou a melhor foi o Figueira com vitória por 2 a 0, levando o título.

Casa cheia: Chapecoense planeja grande jogo

O time alviverde quer aproveitar o fator torcida e encher a Arena Condá. Ex-jogadores do clube, como Túlio de Melo, Andrei Girotto, Rafael Lima e outros, aderiram a campanha "#Arena15mil", com o objetivo de levar 15 mil torcedores para o palco da partida. 

O torcedor tem que apoiar até o final, lutar, ficar do nosso lado até o fim do jogo. O torcedor da Chapecoense é um torcedor apaixonado e espero que no final de semana a gente possa dar alegria pra eles. Eles nos apoiaram em muitos jogos e fizeram a diferença”, disse o lateral Eduardo. 

Vindo embalados por uma boa vitória contra o Criciúma na Copa do Brasil, a Chapecoense não se agarra aos resultados do último jogo para ter tranquilidade. 

A gente não pode trabalhar na euforia porque classificamos na Copa do Brasil. Esse foi o discurso, temos um campeonato diferente contra um time que é capaz. Treinador experiente neste tipo de competição. Creio que vai ser muito mais truncado que o jogo contra o Criciúma. Vai ser um jogo, a princípio, com as duas equipes se estudando muito. E quem errar menos vai vencer”, afirmou Eduardo. 

O treinador Ney Franco ainda não decidiu quem vai começar a partida em campo pela Chape. O técnico aguarda relatórios físicos para montar a equipe principal, a maior preocupação do comandante é com os atletas que deixaram a partida contra o Criciúma mais cedo  sentido a parte física: Elicarlos, Bruno Pacheco e Victor Andrade

"A parte física pode influenciar na escalação nos próximos jogos, inclusive tendo até a necessidade de mudar a forma de jogar. Prefiro não antecipar nada, por vários motivos, não por esconder do adversário, não tenho esse costume. Nesse caso específico prefiro ter o treino de amanhã, para uma nova avaliação, falar com os atletas" finalizou Ney Franco.

Uma baixa certa é a do goleiro Vagner, que disputou a partida contra o Criciúma, o arqueiro não poderá jogar a semifinal pois não foi inscrito no Estadual pelo time alviverde. Quem pega a titularidade e pode se consagrar herói nesta tarde é o jovem Tiepo, criado na base do time. Com 21 anos de idade, em menos de um mês ele saiu de terceira opção à titular do Verdão. 

Figueirense vê confronto equilibrado

Nesta temporada as equipes se enfrentaram duas vezes e ambas partidas terminaram com empate. Presente nos dois confrontos, o lateral alvinegro Matheus Destro afirma que as equipes já se conhecem muito, por isso o jogo pode ser definido em algum detalhe.

O gerente de futebol e ídolo do Figueirense, Fernandes, compactua do pensamento de Matheus, mas vê o Furacão preparado para o que vier na Arena Condá. 

“É uma decisão, um clássico estadual, duas grandes camisas. A Chapecoense tem um time muito forte, um elenco com ótimas opções e vai ser um jogo muito difícil, marcado pelo equilíbrio. Os dois confrontos que já aconteceram mostraram isso. Estamos prontos. A semana de trabalho foi muito produtiva e tenho certeza de que faremos uma grande partida", afirmou. 

Fernandes ainda enalteceu o trabalho realizado pelo Figueirense nessa temporada, visando também a campanha da equipe como visitante. A equipe da capital contabiliza os melhores números fora de casa nessa temporada, sem ter perdido nenhum jogo. 

O técnico Hemerson Maria não poderá contar com o volante Betinho, que permaneceu em Florianópolis por estar com catapora. O treinador também terá as baixas do zagueiro Alemão e o volante Patrick, lesionados.

VAVEL Logo