Áudio de teor racista de conselheiro do Santos vaza e torcida pede expulsão
Foto: Ivan Storti | Santos FC

Áudio de teor racista de conselheiro do Santos vaza e torcida pede expulsão

Secretário-adjunto de Turismo, Adilson Durante Filho  assumiu  autoria da gravação

samuel-de-oliveira
Samuel Oliveira

Uma grande polêmica tomou conta dos bastidores do Santos nesta quinta-feira (18). Foi vazado um áudio gravado pelo conselheiro do clube Adilson Durante Filho, com palavras de teor racista. Após o descobrimento do conteúdo, a torcida santista pediu imediatamente a expulsão de conselheiros do clube.

Segundo a gravação direcionado para um amigo apelidado de "Caco", Durante Filho faz críticas às pessoas de pele parda.

"Aqui a gente tá entre amigos, tá? Sempre que tiver um pardo, o pardo o que que é, não é aquele negão, né? Mas também não é o branquinho. É o moreninho da cor dele. Esses caras, têm que desconfiar de todos. Todos que tu conhecer. Essa cor é uma mistura de uma raça que não tem caráter. É verdade, isso é estudo. Todo pardo, todo mulato, tu tem que tomar cuidado. Não mulato tipo o Pedro (amigo de Durante Filho). O Pedro é tipo pra índio. Tipo chileno, essas p**. Tô dizendo o mulato brasileiro, entendeu? Os pardos brasileiros são todos mau-caráter. Não tem um que não seja."

Após a repercussão do caso, o conselheiro pediu licença do cargo de secretário-adjunto da prefeitura de Santos. Em nota oficial, o clube lamenta o áudio feito pelo conselheiro.

"É muito triste que tantas décadas depois tenhamos de vir a público reafirmar nosso absoluto repúdio a qualquer forma de discriminação e racismo."

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo