Recordar é viver: Botafogo-PB conquista bicampeonato paraibano sobre Campinense
(Foto: divulgação/Botafogo-PB)

Recordar é viver: Botafogo-PB conquista bicampeonato paraibano sobre Campinense

Nando e Lula fizeram os gols da vitória do Belo sobre a Raposa e deram o título ao time da capital

rafaelalvesgomes
Rafael Alves

O Botafogo-PB recebe o Campinense neste sábado (20), às 16h, no estádio Almeidão, em João Pessoa, em partida válida pelo segundo confronto da decisão do Campeonato Paraibano 2019. Após derrotar o rival fora de casa, o Belo tem a vantagem de jogar por qualquer empate para conquistar o título, enquanto a Raposa precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para ficar com a taça.

As equipes também decidiram o estadual na última temporada. No primeiro confronto, o Campinense venceu por 1 a 0 e abriu vantagem sobre o rival. Entretanto, o Botafogo-PB, na noite do dia 8 de abril de 2018, reverteu a derrota sofrida no jogo de ida ao bater a Raposa por 2 a 0, com gols de Nando e Lula, e o resultado trouxe o bicampeonato paraibano ao Alvinegro da Estrela Vermelha.

Como foi a partida

Apesar da vantagem, foi o Campinense quem começou assustando nos momentos iniciais. Na primeira chegada, Jackinha ganhou a disputa com Felipe Cordeiro na área, dominou e bateu firme, mas Saulo, com os pés, fez uma bela defesa e jogou a bola pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Rafael Jataí fez o corte, mas a sobra ficou com Felipe Macena que chutou de primeira, obrigando o goleiro botafoguense a realizar outra grande intervenção para evitar o gol da Raposa.

A partida ganhou contornos tensos quando um grande tumulto aconteceu fora das quatro linhas. Após uma saída pela linha lateral, um dos gandulas do estádio Almeidão agrediu um membro da comissão técnica do Campinense. Um princípio de confusão foi registrado e resultou na expulsão de quatro jogadores, sendo dois do Botafogo-PB e dois da Raposa.

Quando a bola voltou a rolar, a equipe da casa teve as melhores chances. Na primeira, Marcos Aurélio cobrou falta em direção a área, mas a bola passou por todo mundo e foi direto para gol. Jefferson foi obrigado a fazer uma grande defesa para salvar o Campinense. Depois, o camisa 10 fez um ótimo cruzamento pelo lado direito e achou Dico na segunda trave. O atacante apenas tocou para Gladstone, mas o zagueiro não finalizou bem e desperdiçou a oportunidade de abrir o placar.

A rede balançou na etapa final. Logo aos 4 minutos, Felipe Cordeiro cruzou na segunda trave. Dico cabeceou para o meio, mas Rafael Jataí não conseguiu finalizar. Na sobra, Nando dominou na entrada da pequena área e bateu firme de pé esquerdo para abrir o placar para o Botafogo-PB.

O gol do título aconteceu na reta final da partida. Marcos Aurélio cobrou falta para a entrada da pequena área. Totalmente livre de marcação, o zagueiro Lula apenas desviou de cabeça para ampliar a vantagem do Belo e dar o placar necessário para a conquista da taça.

Quando o árbitro Cláudio Francisco encerrou a partida, os jogadores do Botafogo-PB fizeram a festa junto com a torcida, que compareceu em bom público ao Almeidão. Assim, o Belo chegou a sua trigésima conquista do Campeonato Paraibano.

Confira os melhores momentos da partida:

VAVEL Logo