"Poderíamos ter feito muito melhor hoje", autocritica Diego após derrota para LDU
(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

"Poderíamos ter feito muito melhor hoje", autocritica Diego após derrota para LDU

O camisa 10 entrou no intervalo mas não conseguiu mudar o jogo para o time rubro-negro

louise-wine
Louise Wine

A noite desta quarta-feira (24) para o Flamengo, em Quito, não foi nada boa. O Rubro-Negro, que entrou em campo podendo empatar e garantir a classificação para as oitavas de final da Libertadores, foi derrotado pela LDU por 2 a 1.

Logo na saída de campo, Diego Ribas, que entrou no intervalo substituindo Arrascaeta, se apresentou para questionamentos dos jornalistas. A primeira resposta do meia foi sobre a dificuldade do time treinado por Abel Braga em reter a bola, principalmente na primeira etapa.

"Eu acho que nesse tipo de jogo são os detalhes que acabam definindo. É importante ter a bola no campo adversário, e por muitas vezes nós tivemos a bola no nosso campo, isso não adianta muita coisa."

Em seguida, o capitão rubro-negro foi perguntado sobre os 2.800m de altitude de Quito. Além disso, Diego falou sobre a partida contra o Peñarol, decisiva para a continuidade do time na competição.

"A altitude dificulta mas não serve como desculpa de maneira nenhuma. Acho que poderíamos ter feito muito melhor hoje. [Sobre o jogo contra o Peñarol] Vamos com tudo! Não deveria ser dessa forma, mas com certeza vamos com tudo em busca dessa classificação."

Rodrigo Caio, em entrevista coletiva ao lado do auxiliar Leomir, que comandou a equipe na partida, analisou o desempenho do time.

"Já esperávamos uma pressão muito forte. Conseguimos um gol, conseguimos segurá-los, mas acabamos tomando um gol em uma bobeira nossa. Claro que o campo ali nos prejudicou um pouco, em um campo normal a bola bateria na mão do Diego Alves. Mas não é desculpa, foi desatenção nossa. A gente voltou para o segundo tempo forte, tivemos algumas oportunidades, não claras, mas tivemos, e acabamos tomando o segundo gol. E aí ficou bastante difícil para nós. Temos que levantar a cabeça, temos mais um jogo importante contra o Peñarol fora de casa e precisamos ter o máximo de atenção para que a gente possa se classificar."

Sobre o segundo gol marcado por Chicaiza, o zagueiro rubro-negro destacou o banho de água fria no bom desempenho da equipe naquele momento. O camisa 3 ainda apontou um suposto pênalti sobre Bruno Henrique.

"Segundo gol saiu em um momento chave do jogo, a gente vinha segurando bem, não saiu bem no contra-ataque. Infelizmente, quando tomamos o gol acabamos nos abalando um pouco, e no final tivemos algumas oportunidades, acredito que até um pênalti em cima do Bruno Henrique. Mas precisamos levantar a cabeça, esse jogo não volta mais, nesse momento precisamos estar fortes, nos unirmos, para que reverter essa situação."

O Flamengo continua na liderança do Grupo D da Libertadores, com 9 pontos, e precisa de um empate com o Peñarol, no Uruguai, para avançar às oitavas. Sem a segurança de um empate em Quito e com o time uruguaio perdendo para o San José na mesma rodada, o confronto entre rubro-negros e a equipe carbonera promete ser eletrizante no próximo dia 8 de maio.

VAVEL Logo