Botafogo-PB vence Náutico e chega pela primeira vez à final da Copa do Nordeste
(Foto: divulgação/Botafogo-PB)

Histórico! O Botafogo-PB é finalista da Copa do Nordeste em 2019. O time paraibano venceu, na noite desta quinta-feira (9), o Náutico por 2 a 1 no estádio Almeidão, em João Pessoa, e garantiu, pela primeira vez em sua história, a vaga na final da competição regional.

Nando abriu o placar para o Belo. Em seguida, Tarcísio Martins empatou a partida para o Náutico. Na reta final do jogo, Juninho marcou o gol da classificação inédita do time paraibano para a decisão.

O Belo terá pouco tempo para comemorar. A equipe paraibana volta a entrar em campo na próxima segunda-feira (13), às 20h, para receber o Santa Cruz, em jogo válido pela terceira rodada da Série C. Apesar do bom momento na Copa do Nordeste, o Botafogo-PB ainda não venceu na competição nacional e vai com força máxima para encarar o Tricolor.

Já o Náutico, por sua vez, assim como em 2002, ficou pelo caminho na fase de semifinal. Resta ao Timbu garantir a vaga na próxima edição da Copa do Nordeste diante do Campinense, no próximo dia 15. Neste domingo (12), às 18h, a equipe alvirrubra recebe o Ferroviário no estádio dos Aflitos, em Recife, pelo Campeonato Brasileiro Série C.

Jogo quente, ritmo frenético

Quando a bola rolou, as duas equipes demonstraram em campo que estavam dispostas a chegar ao gol. Antes do primeiro minuto, o Botafogo-PB acertou o travessão com uma finalização de Nando, mas a arbitragem marcou falta do atacante do Belo na jogada com o zagueiro Camutanga.

Pouco tempo depois, a defesa do Náutico voltou a aparecer para salvar a equipe pernambucana. Fábio Alves recebeu de Nando no lado esquerdo, chegou à linha de fundo e tocou para trás. Juninho aproveitou e bateu firme, mas Camutanga tirou em cima da linha e evitou a abertura do placar. Em seguida, Marcos Aurélio acertou o travessão de Bruno numa cobrança de falta.

A resposta do Náutico aconteceu numa boa chegada pelo lado esquerdo. Lucas Paraíba recebeu na área e tocou para trás, mas Wallace Pernambucano furou e desperdiçou a chance de marcar. No lance seguinte, o centroavante do Timbu aproveitou o cruzamento de Luiz Henrique e cabeceou firme, mas Saulo fez uma grande defesa.

Antes do final da primeira etapa, o Belo voltou a assustar com o atacante Nando. O camisa 9 errou a finalização após um bom cruzamento rasteiro de Marcos Vinícius e desperdiçou mais uma boa oportunidade de abrir o placar.

Gols, suspense e festa alvinegra

O Botafogo-PB voltou para o segundo tempo apresentando maior volume de jogo. Soberano em campo, o time da casa conseguiu abrir o placar. Nando dividiu com o goleiro Bruno, não desistiu e ganhou a jogada. Com o gol aberto, o camisa 9 só teve o trabalho de empurrar para as redes e marcar o primeiro do Belo.

A resposta do Náutico foi à altura. Tarcísio Martins, que tinha acabado de entrar na partida, recebeu no lado esquerdo da área e bateu na saída de Saulo. Fábio Alves ainda tentou evitar, mas a bola morreu no fundo do gol para deixar tudo igual.

Logo após o gol do Náutico, Marcos Aurélio sentiu dores musculares e pediu substituição. Evaristo Piza, imediatamente, colocou Enercino. Pouco tempo depois, o camisa 20 foi derrubado por Rafael Ribeiro na área e o árbitro Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro marcou pênalti. Na cobrança, Fábio Alves bateu forte, mas Bruno fez a defesa e evitou o segundo do Belo.

Se o melhor de tudo na vida sempre ocorre no final, com o futebol não é diferente. Aos 44 minutos, Clayton cobrou falta para a grande área e Juninho, de costas para o gol, desviou de cabeça e conseguiu encobrir o goleiro Bruno para garantir a classificação inédita do Botafogo-PB para final da Copa do Nordeste e causar uma festa alvinegra no Almeidão, dando números finais ao confronto.

MEDIA: 5VOTES: 2
VAVEL Logo