Tiago Nunes lamenta derrota para o Boca Juniors: "Jogamos de igual para igual e até melhor"
Foto: Divulgação Site Oficial Athletico 

Já classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores da América, o Athletico entrou em campo em busca da liderança do grupo, mas foi superado pelo Boca Juniors pelo placar de 2 a 1, com direito a polêmicas com a arbitragem.

Na coletiva, o treinador Tiago Nunes não se mostrou satisfeito com as decisões do árbitro Carlos Orbe, que apitou a partida. O técnico ressaltou a falta de um pênalti não marcado para o rubro-negro, o gol de empate com posição duvidosa e a expulsão do atleta Welligton. 

“É uma pena. A nossa equipe fez uma grande partida, um grande trabalho. Taticamente foi perfeita”, avaliou o comandante do Rubro-Negro. “Temos que usar disso, neste momento, para nos tornarmos uma equipe mais forte e mais preparada para a segunda fase”, acrescentou.

O comandante do Furacão afirmou que compartilha o sentimento de indignação dos atletas, pois considera ter tido competência de jogar de igual para igual dentro do La Bombonera.

“Não posso afirmar com certeza que iríamos vencer. Mas posso afirmar com certeza que não iríamos perder [sem a interferência da arbitragem] ...  Para mim, a nossa equipe é a líder. Pela justiça, pelo merecimento e pelo esforço”, concluiu.

A liderança ficou com o time da casa e o Furacão está logo atrás na segunda colocação do grupo G. O Athletico conhecerá na próxima segunda-feira (13), às 21h (de Brasília), o adversário nas oitavas de final. O time de Curitiba enfrentará um dos primeiros colocados e jogará a primeira partida na Arena da Baixada

VAVEL Logo