"Clássico Vovô" marca o reencontro de Cícero com o Fluminense, clube pelo qual atuou mais vezes
Foto: Divulgação / Botafogo

"Clássico Vovô" marca o reencontro de Cícero com o Fluminense, clube pelo qual atuou mais vezes

Meio-campista afirmou que irá comemorar caso venha a marcar um gol contra o ex-clube

gabrielbraga96
Gabriel Braga

Aos 34 anos e em boa forma física, Cícero busca escrever um novo capítulo de sucesso no futebol, dessa vez defendendo a camisa do Botafogo. São 17 anos como profissional, tendo atuado em 11 clubes diferentes ao longo da sua carreira.

O jogador alvinegro acumula passagens por equipes do Brasil e da Europa, sendo a última pelo Grêmio, onde conquistou seu último título após marcar o gol da vitória sobre o Lanús, na final da Libertadores de 2017. Pela Seleção Brasileira, foi convocado para o Superclássico das Américas, em 2011, contra a Argentina, mas não entrou em campo.

Agora no glorioso, Cícero se tornou um dos principais nomes da reformulação do elenco. São dois gols em 11 jogos atuando pelo Botafogo. O meia já viveu altos e baixos desde que chegou, com eliminações precoces no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil, no comando de Zé Ricardo. No entanto, com a chegada do técnico Eduardo Barroca, o jogador cresceu de produção e vem fazendo um bom início de Campeonato Brasileiro.

No sábado, o meio-campista reencontra a equipe do Fluminense, clube pelo qual atuou mais vezes: 197 jogos, com 49 gols e dois títulos - Copa do Brasil em 2007 e Primeira Liga do Brasil em 2016. A partida marcará também, o reencontro do Diego Souza com o Flu, após passagem apagada pelo time.

Na campanha do tricolor carioca na Libertadores de 2008, que terminou com o vice-campeonato do clube para a LDU, em pelo Maracanã, Cícero foi o único jogador que converteu sua cobrança na disputa de pênaltis.

VAVEL Logo