Apesar de vitória, Abel Braga espera melhora do Flamengo: "Não fizemos grande jogo" 
Foto: Cahê Mota / CR Flamengo

Sob um forte sol às 11h da manhã, o Flamengo bateu neste domingo (12), para a Chapecoense por 2 a 1no Maracanã. O treinador do rubro-negro, Abel Braga, elogiou esforço da equipe, mas avaliou a atuação como abaixo do esperado.

"Diego Alves e Rodrigo Caio precisavam (jogar). Gostamos, porque é uma equipe que não está habituada. Jogamos com o São Paulo com uma equipe diferente, estratégia diferente. Quando você muda de um jogo para o outro, é complicado. Não fizemos um grande jogo, mas a vitória se ajustou bem. Não tenho pretensão em achar que foi um grande jogo. Esse calor... Fica a sugestão. Você não pode jogar no mês de maio a esse horário no Rio de Janeiro. Julho, agosto, setembro... Tranquilo. Estava 36 graus", comentou Abel.  

Quase no final do primeiro tempo, Lincoln foi derrubado dentro da área e o árbitro sinalizou a penalidade máxima. Diego cobrou, mas Tiepo defendeu. No rebote, o camisa 10 quase fez um belo gol de bicicleta, mas o arqueiro da Chape defendeu de novo. 

"Treinador não chega para o jogador e fala para bater o pênalti de um lado. Ele bate onde tem confiança. Ontem, ele treinou faltas. De seis, fez quatro gols. Mas ele não treinou pênaltis. Treinou Vitinho, treinou Trauco. Mas perdeu, perdeu. Eu não vou perder, não vou lá bater. Pênalti é o jogador se sentir bem e pegar a bola. Ele chama sempre a responsabilidade", explicou o treinador. 

Abel Braga ainda ressaltou que é complicado manter o bom rendimento precisando trocar a equipe de um jogo para o outro. O treinador está poupando os principais jogadores por desgaste físico na Copa Libertadores da América, mas elogiou os substitutos. 

"A surpresa foi o Berrío, que deu conta do recado. Se jogasse 60 minutos, estava contente. Mas na parada falei que ia tirar e ele pediu mais cinco minutinhos. O Lincoln voltou agora e foi muito bem. Sentir câimbra era normal. O Vitinho está mudado, viu? Está deixando de ser aquele jogador frio. Não era nem para voltar do intervalo. Vomitou muito. Isso desidrata. E voltou. O Ronaldo foi muito bem, o Piris muito bem, é uma máquina. O Hugo foi muito bem contra o São Paulo", finalizou o técnico. 

O Flamengo volta a campo pela Copa do Brasil na quarta-feira (15), quando vai até São Paulo enfrentar o Corinthians, às 21h30.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo