1-0, min. 56, Odilávio. 2-0, min. 88, Rafael Oliveira.
Náutico vence o Campinense e está na Copa do Nordeste 2020
Foto: Léo Lemos/Náutico

Náutico vence o Campinense e está na Copa do Nordeste 2020

Odilávio e Rafael Oliveira marcaram os gols da vitória do Timbu no jogo, revertendo a vantagem do time paraibano

rafaelalvesgomes
Rafael Alves
NáuticoBruno; André Krobel, Camutanga, Suéliton e Hereda (Matheus Carvalho); Josa (Rafael Oliveira), Luiz Henrique e Jhonnatan; Thiago, Odilávio (Tarcísio Martins) e Wallace Pernambucano. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.
CampinenseWagner Coradin; Gustavo, Richardson, Henrique Mattos e João Victor; Negretti, Ferreira e Gabriel (Yerien); Warlei (Vitor Maranhão), Erivan (Chaveirinho) e Lopeu. Técnico: Francisco Diá.
INCIDENCIASPartida de volta pela Pré-Copa do Nordeste; Estádio dos Aflitos.

O Náutico está na Copa do Nordeste 2020. Com gols de Odilávio e Rafael Oliveira, o Timbu venceu o Campinense por 2 a 0 no estádio dos Aflitos, nesta quarta-feira (15), reverteu a derrota sofrida no primeiro jogo e conseguiu a vaga na fase de grupos da competição regional.

A partir de agora, o foco da equipe pernambucana é a Série C do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do Timbu é neste sábado (18), às 19h15, no estádio Amigão, em Campina Grande, contra o Treze, rival do adversário desta noite. A partida é válida pela quarta rodada da competição nacional.

Para o Campinense, restou a frustração. A eliminação desta noite deixa a incerteza também no comando técnico na sequência da temporada, uma vez que o treinador Francisco Diá disse que seu futuro seria decidido após o jogo de hoje. Pela Série D, a Raposa entra em campo no sábado, às 16h, no Fumeirão, contra o ASA de Arapiraca.

Pressão do Náutico e gols anulados

Precisando da vitória e jogando em casa, o Náutico foi pra cima do Campinense no início da partida. Logo aos 5 minutos, a rede balançou. Após escanteio, Camutanga subiu e testou firme para o gol, mas o árbitro invalidou o lance ao assinalar a saída de bola na cobrança do tiro de canto.

A resposta do Campinense foi à altura, mas também inválida. Erivan foi lançado em profundidade e tocou para as redes, mas estava em posição irregular. Em seguida, o atacante teve uma nova chance, mas mandou por cima.

O jogo caiu de produção e a última situação clara de gol ocorreu através de Camutanga. O zagueiro arriscou um chute de fora da área e levou perigo ao goleiro Wagner Coradin.

Alegria alvirrubra

Quando o jogo reiniciou, foi o Campinense quem teve a primeira chance. Ferreira tabelou com Lopeu, driblou Bruno e bateu, mas a bola acertou o rosto de Hereda, que salvou o Náutico de sofrer o primeiro gol.

O lance serviu para acordar o time da casa. Necessitando marcar, o Náutico foi conseguiu balançar as redes. Luiz Henrique recebeu pela direita, cruzou para a área e Odilávio, sem marcação, testou para abrir o placar.

Tudo se encaminhava para uma disputa de pênaltis, mas, aos 43 minutos, André Krobel cobrou falta para a área e, após um desvio, Rafael Oliveira completou e marcou o segundo gol do Náutico, garantindo a presença do Timbu na fase de grupos da Copa do Nordeste.

VAVEL Logo