Tite explica ausência de Fabinho e frisa que irá conversar com Neymar: "Errou"
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil já está preparado para encarar a sua quinta Copa América no país. Na manhã desta sexta-feira (17), o técnico Tite convocou os 23 jogadores para vestir a camisa canarinha durante o torneio que será disputado entre 14 de junho e 7 de julho.

A dúvida é se Neymar irá continuar com a braçadeira de capitão. O camisa 10 acabou acertando o rosto do torcedor após a final da Copa da França. Tite comunicou que vai conversar antes com o atacante e com Lucas Paquetá - deu um tapa no braço de um árbitro.

"Neymar errou. Por educação, a conversa que eu enquanto técnico e pessoa vou ter com ele, por questão de princípios. Primeiro eu converso com ele. Assim como conversei com o Douglas Costa e vou conversar com o Paquetá. Por questão de conduta e educação".

O treinador  explicou a falta de Fabinho, do Liverpool. Para ele foi complicado fazer a escolha, mas precisa manter a coerência  no trabalho.

"Todas as posições do setor estão bem justificadas e escolhidas. É duro, mas tenho responsabilidade de decidir. Ao técnico cabe medir desempenhos, e foi a decisão que tomei (...) O Fabinho vive um grande momento. Foi muito difícil a escolha. Qualquer uma escolha estaria bem feita. Não tem demérito, tem os três (Fabinho, Fernandinho e Casemiro) em altíssimo nível. Dói ao técnico escolher, mas é a função".

Confira outras respostas de Tite

Convocação de Philippe Coutinho

"Coutinho se transferiu, está fechando a temporada no Barcelona, e aí a gente pode analisar sob diversos ângulos. Qual é o Coutinho que a gente quer, o da Seleção ou do Barcelona? O Coutinho da Seleção, e agora esse espaço que aconteceu nesses oito jogos onde tiveram oportunidades a jovens, onde o setor de criação ficou abaixo do que era a minha expectativa, não teve o jogo bonito, criação. Fora esses detalhes lembro que foi decisivo contra a Argentina no Mineirão, jogando muito. No jogo que entrou em Porto Alegre contra o Equador, decisivo. Dentro do Brasil, contra o Paraguai, o primeiro gol, decisivo. O primeiro gol na Copa, decisivo. Esse a gente quer porque joga muito".

Vitória ou desempenho

"Desempenho, sempre. Mesmo que tenha que correr o risco de continuação do trabalho. O resultado eu não tenho condição de controlar. Desempenho e processo, eu tenho. Oportunizar para novos talentos surgirem".

Oportunidades

"Oportunidade que foram dadas. E acompanhamentos em treinos e jogos do Ajax. Interação da comissão técnica. Oportunidades que surgem e o atleta agarra. Foi o caso do David Neres. Equipe potencializou, sim, mas é o conjunto da obra".

VAVEL Logo