João Pedro comemora atuação e hat-trick na Sul-Americana: "Fruto de muito trabalho"
Fotos: reprodução / Conmebol

Destaque na vitória do Fluminense por 4 a 1 sobre o Atlético Nacional, na noite desta quinta-feira (23), no Maracanã, João Pedro concedeu entrevista após a partida. O atacante marcou três gols na partida, que foi a ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Nunca imaginei isso na minha vida. As coisas estão acontecendo muito rápido. Estou trabalhando e os gols estão saindo. Fico muito feliz. Quero agradecer a Deus, ao professor Diniz pela oportunidade e à torcida pela presença e pela festa. Dedico meus gols para minha mãe (Flávia) e minha avó (Dalva), que sempre me apoiaram”.

Sobre sua atuação e os três gols marcados, atacante de 17 anos afirmou que é o resultado de muito trabalho e que a concentração é um fator importante.

A atuação é fruto de muito trabalho. Venho trabalhando sério no dia a dia. Veio por merecimento mesmo. Trabalho bastante no dia a dia. E procuro estar concentrado para quando aparecerem as oportunidades. Fui feliz nas finalizações e acabaram saindo os gols.

Revelado nas categorias de base do Fluminense, João Pedro já está vendido para o Watford, da Inglaterra, mesmo clube que comprou o também atacante Richarlison. Apesar da negociação já concluída, o jovem afirmou que está focado no Tricolor.

Sobre a negociação, é fruto de muito trabalho no ano passado. Estou com a cabeça no Fluminense. Quero aproveitar o momento que estou vivendo. Quero buscar evoluir cada vez mais para trazer alegria para a torcida.

João Pedro também falou sobre ter o nome cantado pela torcida. Ele afirmou que é o sonho de qualquer jogador, principalmente no Maracanã.

Sonho de qualquer menino jogar no Maracanã, dar alegria para torcida e ouvi-la cantando seu nome.

O jogador foi substituído no fim do segundo tempo e atendido ainda no gramado. Após o atendimento, seguiu para o vestiário com dores no ombro esquerdo. Mas fez questão de tranquilizar a torcida.

Estava um pouco duro, incomodando bastante. Mas não é nada grave, não.

Sobre a fama repentina, João Pedro afirmou que não pode deixar isso subir à cabeça. Ainda segundo ele, tem muita coisa pela frente e quer evoluir mais.

Com a ajuda de todos. Eles me falam para mim que é só o começo. Professor fala para eu continuar trabalhando. É manter os pés no chão. Para eu chegar no topo eu tenho que trabalhar bastante.

Ainda no primeiro tempo, o Fluminense teve um pênalti a seu favor. O atacante Yony González cobrou e o goleiro Cuadrado fez a defesa. Quando perguntado se poderia cobrar a penalidade, João Pedro explicou o motivo de não ter batido.

Eu tinha que esperar decidir. Tinha Luciano, Ganso, e Yony, que vêm jogando. Se ninguém se prontificasse eu poderia bater, sim", finalizou.

Agora o Fluminense volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No próximo domingo (26), o Tricolor enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, às 19h. A partida é válida pela sexta rodada da competição.

VAVEL Logo