Muito criticado pela torcida, Abel destaca apoio dos jogadores: “Meu grupo precisa de mim”
(Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Em um jogo de cinco gols e com duas viradas no placar, o Flamengo venceu os reservas do Athletico-PR por 3 a 2. A vitória, que levou o time aos 10 pontos no Brasileirão, não trouxe sossego ao técnico Abel Braga, muito criticado pelos torcedores rubro-negros por causa do baixo desempenho da equipe. No Maracanã, além dos cantos de apoio ao time, o que mais se ouviu foram xingamentos direcionados ao treinador:

“O mais importante, independentemente de ter vindo para mim (as críticas), eles (torcedores) foram para casa satisfeitos. O Flamengo venceu, e venceu com uma coisa que diziam que faltava: alma e tudo mais. O que eu levo dessa vida são meus amigos. Não conseguimos viver uma vida sem amigos. O ambiente criado foi uma coisa fantástica. Os jogadores fizeram esses torcedores irem para casa contentes. O torcedor é soberano, não vou perder ou ganhar com a cabeça dos outros. Um dia você mexe dá certo, em outro dá errado”, afirmou o treinador.

O comandante também ressaltou o baixo desempenho do Mais Querido na tarde deste domingo. Ele também reconheceu o trabalho do técnico da equipe paranaense, Tiago Nunes:

“O Flamengo já jogou melhor. Bem melhor. Tivemos dois escanteios contra, contra 7 ou 9 a favor. Você já parou pra pensar a responsabilidade? Vamos jogar contra um time mesclado, com toda responsabilidade, um time que joga com esse técnico há dois anos. O Flamengo não rendeu o que pode e deve. O Flamengo virou o jogo de uma maneira que não deixou de dar orgulho ao torcedor. Acreditou até o final”, declarou.

Uma das manifestações que foram feitas contra Abel, por parte da torcida, foi o grito "meu Flamengo não precisa de você". O treinador destacou que o torcedor é soberano, e que o grupo de jogadores precisa da presença dele:

“O que teve de melhor é quando você está tomando pancada, pancada, pancada, vem os abraços. Papai do céu me levou a coisa mais importante, que foi meu filho, mas proporcionou um grande momento com o que ouvi dos jogadores. O torcedor disse "o Flamengo não precisa de você", mas o meu grupo precisa. O torcedor é soberano. Eu gosto de escutar aquilo? Claro que não. Mas talvez tenha mexido com meu grupo. Eu sei que meu grupo precisa de mim. Se o Flamengo não precisa, não sou eu que vou saber. Vou seguir fazendo meu trabalho”.

A próxima partida do Rubro-Negro será no próximo sábado (1), contra o Fortaleza, no estádio Nilton Santos. Apesar disso, o foco é a partida contra o Corinthians, no dia 4 pela partida de volta da Copa do Brasil e, por isso, Abel afirmou que o Flamengo vai com uma equipe modificada contra os cearenses:

“Agora vamos preparar o time para sábado, que será um outro time. Na terça, temos o que todo mundo está esperando contra o Corinthians. Brasileirão você perde aqui, recupera ali. Essas competições mais curtas não”, concluiu.

VAVEL Logo