Nelo Campos diz que a decisão de não adiar a partida entre Operário e Sport foi do árbitro
(Foto: Anderson Stevens/Sport)

Na última terça-feira (28), o Sport enfrentou o Operário-PR pela 6° rodada do Campeonato Brasileiro da Série B e perdeu por 2 a 1 de virada, com dois gols no segundo tempo. Durante toda o dia em Ponta Grossa, caiu muita chuva e prejudicou o gramado do estádio Germano Krüger, que ficou com muita água, assim prejudicando as duas equipes.

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (30), Nelo Campos, direto do Sport falou que a partida quase foi adiada, mas por decisão do árbitro da partida, não foi remarcada: ''Em nenhum momento houve acomodação da diretoria e presidência, desde as 16h que a gente tinha informações da situação do campo. A gente trabalhou para que se o campo não tivesse condições, como não tinha condições de jogo, que o jogo fosse adiado, a gente conversou com a diretoria do Operário, inclusive dentro do campo'', comentou.

''Hoje mesmo, você ver o presidente da comissão reconhecendo que o maior erro do árbitro foi ter dado condições de jogo, onde ele foi imprudente, colocando inclusive, a integridade dos 28 jogadores que participaram daquele jogo'', afirmou.

''Eu acredito que prudência, pelo bem do futebol, não tinha motivo para aquela partida não ser adiada. Foi conversado em princípio com o 4° árbitro e posteriormente com o árbitro principal, que disse que o campo tinha condições de jogo, inclusive, escrevendo na súmula que a situação do campo de jogo estava regular. Então eu não sei o que é mais uma situação ruim'', disse Nelo Campos.

VAVEL Logo