Substituto de Gatito, Cavalieri recebe elogios de Barroca: "Cara extremamente profissional"
Foto: Vitor Silva / Botafogo

O Botafogo terá novidade no gol para o duelo com o CSA no próximo domingo (9), no Estádio Rei Pelé, às 19h (de Brasília), válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Sem poder contar com Gatito Fernández, convocado pelo Paraguai para a disputa da Copa América, a meta alvinegra terá Diego Cavalieri como titular contra os alagoanos, e também contra o Grêmio, no Nilton Santos.

No sétimo lugar do Brasileirão com 12 pontos, o Glorioso conta com o experiente goleiro de 36 anos para conquistar bons resultados nos dois jogos antes da paralisação para a competição continental, que acontece no Brasil. Contratado no início do ano para suprir a aposentadoria do ídolo Jefferson, Cavalieri entrou em campo três vezes com a camisa do Botafogo, todas pelo Carioca. Até aqui, o arqueiro coleciona uma vitória (Portuguesa), um empate (Americano) e uma derrota (Volta Redonda), justamente em sua estreia.

Vale lembrar que nas outras oportunidades que teve como titular, uma foi por Gatito estar com dores na mão, e as outras duas por conta do paraguaio estar representando sua seleção. Nas três partidas disputadas, o goleiro sofreu quatro gols, tendo uma média de 1,33 gols por jogo e acumulando um aproveitamento de 44%.

Nas vésperas de sua estreia pelo Campeonato Brasileiro, Cavalieri recebeu palavras de apoio e motivação de Eduardo Barroca, treinador alvinegro. Essa vai ser a primeira vez que goleiro e técnico atuam juntos oficialmente. Vale lembrar que, contra o CSA, o Glorioso busca enfim vencer longe do Rio de Janeiro na competição.

"É um privilégio ter o Gatito e Diego Cavalieri, dois jogadores de nível de Seleção. Dá uma segurança muito grande. Cavalieri é o tipo de jogador que costumo falar que é a locomotiva do treino. Como ele se comporta, como ele orienta, como ele participa. Faz os mais jovens crescerem, tem um valor agregado muito grande, vai além do 'jogar'. É um cara extremamente profissional, respeitado por todos".

Aos 36 anos de idade, o goleiro atingirá a marca de 430 jogos na carreira, neste final de semana. Cavalieri foi campeão do Brasileirão pelo Fluminense em 2012, onde também conquistou o prêmio de melhor goleiro da competição, e da Copa das Confederações de 2013, pela Seleção Brasileira. 

VAVEL Logo